Neurologista - Dr. Willian Rezende

O Exercício Físico e a Dor


A dor é definida como o sofrimento físico geralmente localizado associado a desordem corporal (como uma doença ou lesão) como a dor de um tornozelo torcido ou uma sensação corporal básica induzida por um estímulo nocivo caracterizada por desconforto físico (como picadas, latejamento ou dor).

O Exercício Físico e a Dor

O benefício da prática de exercícios físicos no tratamento da dor é algo complexo para muitas pessoas, já que é comum sair da academia, por exemplo, com dor de cabeça ou dores musculares.

Mas é preciso compreender quais fatores são importantes na prática de exercícios para que eles ofereçam benefícios no tratamento das dores, inclusive na enxaqueca.

Exercício Físico e a Dor

O Exercício Físico e a Dor de Cabeça

Se uma pessoa está em crise de enxaqueca (com aquela dor que lateja, pulsa e vem lá de dentro da cabeça) a atividade física irá acelerar a frequência cardíaca, podendo aumentar a pressão e, portanto, aumentando a dor.

Porém quando a pessoa está fora da crise e faz atividade física regularmente com supervisão, o exercício trabalha de maneira preventiva da dor. A atividade física dessensibiliza os vasos e diminui o risco da pessoa ter uma nova crise de enxaqueca.

Exercício e a Dor Miofascial ou Muscular

No caso de dores miofasciais ou musculares, a dor deve ser tratada antes da pessoa iniciar as atividades físicas. Se a causa da dor for, por exemplo, a cervical inflamada e tensa, ao realizar exercícios que forcem a musculatura (como puxar peso) resultará em um aumento da dor.

Primeiro é necessário realizar procedimentos para desinflamar a musculatura:

Após a musculatura desinflamar, ficar macia e alongada o médico e profissional de reabilitação irão reavaliar e orientar o início da atividade física. Portanto, o exercício irá ajudar a evitar novas síndromes miofasciais, mas desde que seja feito corretamente e com a devida orientação e supervisão.

Ou seja, tornou-se cada vez mais claro que a atividade física tem inúmeros efeitos benéficos para a saúde. Um desses efeitos está no desenvolvimento de uma prevenção contra a dor crônica. Grandes estudos populacionais mostram que indivíduos fisicamente mais ativos têm menor risco de desenvolver dor crônica.

Referências:

1 – A Systematic Review of the Effects of Exercise and Physical Activity on Non-Specific Chronic Low Back Pain
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/

2 – Physical activity is related to quality of life in older adults
https://hqlo.biomedcentral.com/

O Exercício Físico e a Dor
5 100% 106
Compartilhe:

Deixe um Comentário