Neurologista - Dr. Willian Rezende

Apneia do Sono: Riscos e Consequências a Curto Prazo


Apneia do Sono: Riscos e Consequências a Curto Prazo

A palavra grega “apneia” significa literalmente “sem respiração”. A apneia do sono é uma interrupção involuntária da respiração que ocorre enquanto o paciente está dormindo. Existem três tipos de apneia do sono: obstrutiva (mais comum), central e mista. Sendo que, existem riscos e consequências a curto prazo na apneia do sono.

A apneia obstrutiva do sono é causada por um bloqueio das vias aéreas, geralmente quando o tecido mole na parte posterior da garganta entra em colapso e fecha durante o sono. Na apneia central do sono, a via aérea não está bloqueada, mas o cérebro não consegue enviar os sinais aos músculos para respirar. Apneia mista do sono, como o nome indica, é uma combinação dos dois.

Apesar da diferença na causa de cada uma, em todas as pessoas que não procuram tratamento param de respirar repetidamente durante o sono e muitas vezes por um minuto ou mais. Na maioria dos casos, a pessoa não tem conhecimento dessas interrupções respiratórias por não desencadear um despertar completo. Como resultado, o sono do paciente é extremamente fragmentado e de má qualidade

Apneia do Sono: Riscos e Consequências

Com a apneia do sono o paciente pode sofrer alguns riscos e consequências a curto prazo (menos que um ano) :

  • Sonolência e cansaço diurnos;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade e piora do humor;
  • Depressão;
  • Piora da memória (a memória de longo prazo é formada durante o sono, se a pessoa não tem um sono profundo e reparador e tem um sono fragmentado afeta a memória);
  • Diminuição da capacidade cognitiva;
  • Perda de libído (por queda da testosterona);
  • Hipertensão (o corpo está sob estresse durante a noite devido a apneia do sono, causando a elevação da pressão durante a noite, repercutindo no aumento da pressão durante o dia.

Além disso, a apneia do sono não tratada pode ser responsável pelo mau desempenho nas atividades cotidianas, como no trabalho e na escola, acidentes com veículos motorizados e insucesso acadêmico em crianças e adolescentes.

Fatores de Risco para Apneia

A apneia do sono pode afetar qualquer pessoa de qualquer idade, até mesmo crianças. Alguns dos fatores de risco para apneia do sono incluem:

  • Ser homem;
  • Estar acima do peso;
  • Ter mais de 40 anos;
  • Ter uma circunferência grande de pescoço;
  • Ter amígdalas e língua grandes;
  • Osso da mandíbula menor que o normal;
  • Ter historico familiar de apneia do sono;
  • Enxaqueca;
  • Refluxo gastroesofágico, ou DRGE;
  • Medicamentos;
  • Obstrução nasal devido a um desvio de septo, alergias ou problemas de sinusite.

Referências:

1 – Obstructive Sleep Apnea: A Growing Problem

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3096276/

2 – Neurocognitive Consequences of Sleep Deprivation

http://depressiongenetics.med.upenn.edu/uep/assets/user-content/documents/DurmerandDinges–NeurocognitiveConsequences–SEM.NEUROL.2005.pdf

 

 

Compartilhe

Apneia do Sono

A apneia do sono é uma condição caracterizada por pausas na respiração que duram alguns segundos, e que ocorrem diversas vezes durante o sono. Essa doença classifica-se como Apneia Obstrutiva do Sono ou Apneia Central do Sono. Suas causas e tratamentos podem variar, e o ronco é um importante sintoma. O diagnóstico é feito pela avaliação dos sintomas e do exame de Polissonografia.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *