Neurologista - Dr. Willian Rezende

Tremor Essencial: Novas Orientações de Tratamento


A Academia Americana de Neurologia lançou uma atualização sobre a melhor forma de tratar o tremor essencial, que é o tipo mais comum de distúrbio neurológico do movimento, e é muitas vezes confundido com outros distúrbios do movimento como a doença de Parkinson.

A orientação foi publicada on-line no Neurology ®, o jornal médico da Academia Americana de Neurologia.

Tremor Essencial

O tremor essencial afeta as mãos, a cabeça e a voz e pode ser incapacitante para cerca de 10 milhões de pessoas nos Estados Unidos que vivem com a doença. O tremor essencial começa geralmente após os 40 anos, embora os sintomas possam aparecer em qualquer idade e possam causar problemas, interferindo nas atividades diárias como comer, escrever, costurar ou fazer a barba.

De acordo com as novas orientações, a droga utilizada para pressão arterial, propranolol,  e a droga primidona,  usada para o tratamento de convulsões, são as mais eficazes na melhoria do tremor em pessoas com tremor essencial. A diretriz também destaca que a  gabapentina e o topiramato, juntamente com o atenolol e o sotalol e o alprazolam, podem ser úteis.

“No entanto, mais pesquisas são necessárias uma vez que nem todas as pessoas com tremor essencial se beneficiam destas drogas. Para as pessoas que não estão se beneficiando com estes medicamentos, é importante que eles conversem com seu neurologista para explorar outros tipos de tratamentos. A diretriz  aponta que dois tipos de cirurgia cerebral: a estimulação cerebral profunda e a talamotomia podem ser úteis no tratamento do tremor essencial para aqueles pacientes que não beneficiam do tratamento medicamentoso”, afirma o neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

 

 

Sobre o Tremor Essencial

Tremores nas mãos nem sempre indicam doença da Parkinson. “Tremor essencial é um movimento involuntário comum, bem mais frequente, por exemplo, que a doença de Parkinson. É uma condição normalmente benigna, com progressão lenta e geralmente familiar. Os indivíduos com tremor essencial têm uma oscilação rítmica das mãos que predomina durante a ação, ou seja, quando manipulam xícaras, talheres, canetas, etc”, explica o médico.

Acredita-se que o tremor essencial seja de origem genética, uma vez que familiares de um portador desta doença têm mais chance de ser acometidos. Entretanto, ainda não se descobriram com exatidão quais seriam estes genes envolvidos. “Ter alguém na família com tremor essencial é um fator de risco importante. Quando isso acontece é chamado de tremor familiar. Mas acredita-se também que algumas pessoas com o tremor essencial também estejam em maior risco para desenvolver doença de Parkinson, embora esta relação ainda seja controversa”, destaca Willian Rezende.

Os Sintomas mais Comuns do Tremor Essencial são:

  • Tremor de ação que ocorre, normalmente, em ambas as mãos, de maneira igual, enquanto elas estão levantadas, no ar, e quando estão sendo utilizadas para, por exemplo, beber um café ou usar o talher;
  • Este tremor melhora quando as mãos estão em repouso;
  • Lentidão dos movimentos, rigidez articular e quedas não são sintomas associados ao tremor essencial e devem levantar suspeita para outras doenças, com o mal de Parkinson.

 

Tremor Essencial: Novas Orientações de Tratamento
4.89 97.79% 190
Compartilhe:

Deixe um Comentário