Responsive image

Cirurgia para Doença de Parkinson – Estimulação Cerebral Profunda

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Doença de Parkinson

Publicado: 13 de julho de 2021 | Atualizado: 4 de agosto de 2021

O tratamento com Cirurgia para Doença de Parkinson (DP) é reservado para aqueles pacientes que esgotaram o tratamento médico do tremor da DP ou que sofrem de flutuações motoras profundas (desgaste e discinesias).

Neste artigo, explicamos as técnicas cirúrgicas de tratamento da Doença de Parkinson, especialmente a Estimulação Cerebral Profunda.

Cirurgia para Doença de Parkinson

Atualmente, o tratamento cirúrgico mais comum para a Doença de Parkinson é a estimulação cerebral profunda (DBS). Essa estratégia de tratamento é normalmente reservada para bradicinesia, rigidez e tremor em pacientes que não respondem mais à medicação de maneira previsível ou que sofrem discinesias induzidas por medicação.

Check list de sintomas de doença de Parkinson
Um questionário com lista de sintomas que podem estar associados ao Parkinson

Além da DBS, procedimentos ablativos como Radiofrequência, Radiocirurgia e Ultrassom focalizado também podem ser utilizados para tratar os sintomas de tremor.

Estimulação Cerebral Profunda (DBS)

A cirurgia de estimulação cerebral profunda (DBS) foi aprovada pela primeira vez em 1997, para tratar o tremor da Doença de Parkinson (DP), depois, em 2002, para o tratamento de sintomas avançados de Parkinson.

Mais recentemente, em 2016, a cirurgia DBS foi aprovada para os estágios iniciais da DP – para pessoas que apresentam DP por pelo menos quatro anos e têm sintomas motores não controlados adequadamente com medicamentos.

Dicas do cotidiano e para a casa do Parkinsoniano
Esse livro trás importantes orientações sobre como é possível melhorar o ambiente do paciente Parkinsoniano para que ele tenha um dia-a-dia mais fácil e agradável.

Como é Realizada?

Na cirurgia DBS, são inseridos eletrodos em uma área específica do cérebro, usando ressonância magnética e registros da atividade das células cerebrais durante o procedimento.

Um segundo procedimento é realizado para implantar um tipo de marca-passo sob a clavícula ou no abdômen. O dispositivo fornece um impulso elétrico para uma parte do cérebro envolvida na função motora. Aqueles que se submetem à cirurgia DBS recebem um controlador para ligar ou desligar o dispositivo.

Benefícios

DBS é certamente o avanço terapêutico mais importante desde o desenvolvimento da levodopa. É mais eficaz para pessoas que apresentam tremores incapacitantes, episódios de esgotamento e discinesias induzidas por medicamentos, com estudos mostrando benefícios que duram pelo menos cinco anos.

Doença de Parkinson é muito mais que tremores
O Parkinson se não for tratado, pode até invalidar o usuário! Não arruine sua vida por causa de uma doença, venha na Regenerati!

Não é uma cura e não retarda a progressão da DP. Também não é adequado para todas as pessoas com a doença. Não foi pensado para melhorar os problemas de fala ou para engolir, problemas de pensamento ou congelamento da marcha.

No entanto, é um método de tratamento muito eficaz para tratar os sintomas neurológicos mais incapacitantes e debilitantes do Parkinson, como:

  • Tremor;
  • Rigidez;
  • Lentidão de movimentos.

Prognóstico

Embora a maioria das pessoas ainda precise tomar medicamentos após a DBS, muitas pessoas experimentam uma redução considerável de seus sintomas de DP e podem reduzir muito seus medicamentos. O nível da redução varia de pessoa para pessoa.

A redução da dose do medicamento leva à diminuição do risco de efeitos colaterais como discinesia (movimentos involuntários dos braços, pernas e cabeça). Há uma chance de um a três por cento de infecção, acidente vascular cerebral, sangramento craniano ou outras complicações associadas à anestesia. Converse sobre os riscos e benefícios associados ao procedimento com seu neurologista e neurocirurgião.

Assista ao vídeo e saiba mais:

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 19 de set de 2018 e Atualizado em: 13 de julho de 2021

Compartilhe:


Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição neurológica crônica e progressiva, resultante da degeneração das células responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos, entre outras funções. Seus sintomas costumam afetar o movimento, e o diagnóstico é feito com base no histórico do paciente, avaliação dos sintomas e alguns exames. O tratamento deve ser individualizado, e comumente exige uma abordagem interdisciplinar.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2021 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 08/04/2024