Responsive image

Tremor Essencial – O Que é Tremor Essencial?

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Doença de Parkinson

Publicado: 23 de outubro de 2018 | Atualizado: 18 de fevereiro de 2019

O tremor essencial define-se pelo tremor que ocorre quando a pessoa vai realizar algum movimento e ela treme, por exemplo, pegar uma xícara de café. O tremor essencial é o mais comum dentre os temores existentes, e ele não necessariamente indica a presença de Parkinson. Após a realização do ato, a pessoa não treme, e quando ela está parada ou em repouso, ela também não treme.

Quanto mais ociosa a pessoa está, mais ela treme. Nos casos em que essa pessoa sabe que vai ser observada, se por exemplo, ela vai apresentar uma aula, as chances dela tremer aumentam muito, pois saber que outras pessoas estão a observando e que vão perceber que ela está tremendo, representa um agravante do tremor essencial da pessoa. Muitas vezes, o tremor incomoda mais as pessoas que estão ao redor do paciente, do que ele próprio.

O Que é Tremor Essencial?

O tremor essencial é tipicamente benigno, visto que não apresenta características malignas e não é um tremor característico do Parkinson. No Parkinson, o tremor ocorre quando a pessoa está em repouso, e ela tipicamente treme o dedo, aquele conhecido como o “tremor de contar moedas”.

Check list de sintomas de doença de Parkinson
Um questionário com lista de sintomas que podem estar associados ao Parkinson

O tremor essencial é um tremor que vem de um histórico familiar, pois tem características genéticas. Nesta condição, a pessoa normalmente começa a tremer ainda na juventude e convive com esse tremor benigno ao longo da vida. As pessoas costumam observar uma nítida relação entre o tremor e seu estado de ansiedade e estresse. Quanto maior o cortisol ou a adrenalina da pessoa, mais ela vai tremer.

Após a realização intensa de exercícios físicos, também é comum o surgimento do tremor, conhecido como tremor fisiológico. Após ir à academia, por exemplo, é normal sentir tremores, pois há muita liberação de adrenalina. No entanto, o tremor essencial define-se como um tremor “fino” e rápido, que tem relação com movimentos e ações.

Normalmente, o tremor essencial não prejudica muito o dia a dia das pessoas, a não ser que essa pessoa vá realizar atividades que exijam firmeza nas mãos, como escrever ou desenhar. O tremor surge ao tentar realizar alguma uma atividade manual, uma ação “fina”. Esses casos são considerados os mais prejudiciais à rotina das pessoas, e o tratamento do tremor essencial é indicado principalmente aos pacientes que tem seu cotidiano afetado.

Dicas do cotidiano e para a casa do Parkinsoniano
Esse livro trás importantes orientações sobre como é possível melhorar o ambiente do paciente Parkinsoniano para que ele tenha um dia-a-dia mais fácil e agradável.

Tratamento e Acompanhamento do Tremor Essencial

Um modo de reconhecer quando alguém tem um tremor essencial, é que muitas vezes, essa pessoa consome álcool, e isso resulta na melhora desse tremor. A pessoa bebe determinada quantidade de álcool, e quando percebe, o tremor diminuiu ou cessou. Isso ocorre pois o álcool melhora o tremor, da mesma forma que os medicamentos com propranolol.

O medicamento para tratar o tremor essencial é extremamente benigno, e com chances quase nulas para o aparecimento de efeitos colaterais. As únicas contraindicações são para as pessoas que tem asma, bronquite, algum bloqueio ou problema cardíaco. Pessoas que estão incluídas em algumas dessas condições não podem o usar, pois é um betabloqueador. O Propranolol precisa de prescrição e orientação médica, e é extremamente fácil de se encontrar.

O tremor essencial pode apresentar alguma evolução ao longo do tempo. É essencial que as pessoas com essa condição realizem acompanhamento com um especialista, principalmente na terceira idade, para ter certeza se essa condição pode ou não evoluir para alguma outra doença, visto que a pessoa com tremor essencial tem mais chance de desenvolver a doença de Parkinson. Porém, isso não é uma obrigatoriedade. Não necessariamente o tremor essencial vai evoluir para doença de Parkinson, mas como o risco é maior em quem tem essa condição, é importante estar sempre atento.

Doença de Parkinson é muito mais que tremores
O Parkinson se não for tratado, pode até invalidar o usuário! Não arruine sua vida por causa de uma doença, venha na Regenerati!

Também é possível tratar o tremor essencial simultaneamente à comorbidades como ansiedade ou depressão. Tratar a ansiedade de um indivíduo com tremor essencial vai resultar indiretamente na melhora dos tremores. O tratamento também pode ser feito sob demanda, ou seja, caso a pessoa precise realizar alguma atividade manual que exija mãos firmes, algum medicamento é indicado para esse tratamento específico.

Compartilhe:


Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição neurológica crônica e progressiva, resultante da degeneração das células responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos, entre outras funções. Seus sintomas costumam afetar o movimento, e o diagnóstico é feito com base no histórico do paciente, avaliação dos sintomas e alguns exames. O tratamento deve ser individualizado, e comumente exige uma abordagem interdisciplinar.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 10/05/2024