Neurologista - Dr. Willian Rezende

Tontura da Polineuropatia: Saiba Mais


O que é Tontura?

Para explicar a tontura da polineuropatia, precisamos explicar o que é tontura primeiro. Esta define-se pela sensação de estar zonzo, fraco ou desequilibrado. A tontura afeta os órgãos sensoriais, especificamente os olhos e ouvidos, por isso, às vezes pode causar desmaios. A tontura não é uma doença, mas sim um sintoma de vários distúrbios.

Vertigem e desequilíbrio podem causar uma sensação de tontura, mas esses dois termos descrevem sintomas diferentes. A vertigem é caracterizada por uma sensação de que o lugar está girando, como se o local estivesse se movendo.

O sintoma também pode parecer com enjoo ou dar a impressão de que você está se inclinando para um lado, com a perda de equilíbrio. A verdadeira tontura é a sensação de fraqueza parecida com se sentir “longe”, quase um desmaio.

A tontura é comum e suas causas não costumam ser graves. Tontura ocasional (aquela que acontece raramente ou com pouca frequência) não é algo para se preocupar. No entanto, você deve contactar o seu médico imediatamente se tiver episódios repetidos de tontura sem razão aparente ou por um período prolongado.

Conheça a Tontura da Polineuropatia

As polineuropatias (neuropatias periféricas) são o tipo mais comum de distúrbio do sistema nervoso periférico em adultos e principalmente em idosos, com uma prevalência estimada de 5-8%, dependendo da idade. As opções de tratamento dependem da causa, que deve ser o mais precisa possível para uma avaliação diagnóstica apropriada.

Causas da Tontura da Polineuropatia

Diabetes

Diabetes é a causa mais comum de polineuropatia na Europa e na América do Norte. Além disso, a polineuropatia associada ao álcool tem uma prevalência de 22-66% entre pessoas com alcoolismo crônico.

Quimioterapia

Devido ao crescente aumento de tumores malignos e ao uso de novas drogas quimioterápicas, as neuropatias induzidas por quimioterapia ganharam importância clínica. A sua prevalência é frequentemente indicada como sendo 30-40%, com alta variação dependendo do medicamento e do regime de tratamento utilizado.

Falta ou Abundância Extrema de Vitaminas

A polineuropatia também pode surgir por causas genéticas ou como consequência de uma falta ou abundância da dose de vitaminas, exposição a substâncias tóxicas e drogas e uma variedade de processos imunológicos.

Tontura da Polineuropatia – Sintomas Associados

Cerca de metade dos casos de polineuropatia estão associados à dor. A dor neuropática pode ser tratada sintomaticamente com medicação. Exercício, fisioterapia e ergoterapia também podem ser benéficos, dependendo dos sintomas do paciente e dos déficits funcionais.

Tontura da Polineuropatia – Diagnóstico

O diagnóstico correto da causa da polineuropatia é um pré-requisito para o início do tratamento específico apropriado. Pacientes com neuropatia grave não identificada devem ser encaminhados a um centro especializado, para uma avaliação diagnóstica completa.

Evolução das Pesquisas de Polineuropatia na Medicina

As polineuropatias representam um grupo comum de doenças, que exibem uma ampla variedade de sintomas e são tratados por médicos de praticamente todas as especialidades em hospitais e consultórios.

São distúrbios do sistema nervoso periférico que afetam – igualmente ou  rapidamente – fibras motoras, sensoriais e vegetativas. Embora as apresentações clínicas sejam frequentemente semelhantes, isto é, sintomas sensoriomotores simétricos distais, as causas variam consideravelmente e exigem um diagnóstico rápido e rigoroso para iniciar medidas de tratamento apropriadas.

O progresso nos últimos anos, tanto em relação à compreensão dos vínculos fisiopatológicos da condição, quanto no campo de opções para o diagnóstico e para o tratamento, tornou possível melhorar a classificação do espectro clínico dos sintomas de polineuropatia.

Fonte: https://www.medicalnewstoday.com/articles/317212.php

Tontura da Polineuropatia: Saiba Mais
5 100% 1
Compartilhe:

Dor Neuropática

A dor neuropática é uma doença crônica com diversas causas. Infecções, doenças e traumas que afetam os nervos periféricos são alguns exemplos. Esse tipo de dor pode ser causado por uma lesão ou disfunção do sistema nervoso central, periférico ou por traumas. Os pacientes são heterogêneos e apresentam uma variedade de sinais e sintomas sensoriais, todos relacionados à dor.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe um Comentário