Responsive image

O que é uma Dor Disestésica?

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Dor Neuropática

Publicado: 27 de fevereiro de 2024 | Atualizado: 27 de fevereiro de 2024

A dor disestésica é uma condição complexa e desafiadora que afeta a forma como uma pessoa experimenta sensações táteis e dolorosas. É uma manifestação de distúrbios neurológicos que podem resultar em sensações anormais em resposta a estímulos que, normalmente, não seriam dolorosos ou desagradáveis.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que é a dor disestésica, suas causas, sintomas e opções de tratamento.

O que é Dor Disestésica?

É uma forma de dor crônica que se manifesta como sensações anormais em resposta a estímulos táteis normais. Ao contrário da dor nociceptiva, que ocorre em resposta a danos nos tecidos, a dor disestésica pode ocorrer devido a distúrbios neurológicos que afetam a transmissão e processamento de sinais sensoriais no sistema nervoso.

Teste de Dor Neuropática Lanns-Eva
Esse teste auxilia a determinar se uma dor é neuropática ou não.

Causas

Pode ser causada por uma variedade de condições neurológicas e distúrbios que afetam os nervos periféricos, a medula espinhal ou o cérebro. Algumas das causas mais comuns incluem:

  • Lesões Nervosas: Lesões cerebrais traumáticas e lesões nos nervos periféricos devido a trauma, cirurgia ou compressão podem levar à dor disestésica;
  • Neuropatias: Condições como diabetes mellitus, desequilíbrios eletrolíticos, Hipoglicemia, neuropatia periférica e esclerose múltipla podem causar danos aos nervos e desencadear sintomas de dor disestésica;
  • Doenças Autoimunes: Doenças autoimunes, como esclerose múltipla, síndrome de Sjögren e tumores cerebrais ou espinhais, podem desencadear respostas inflamatórias que afetam os nervos e causam dor disestésica;
  • Infecções Virais: Certas infecções virais, como herpes zoster, HIV e Hanseníase, podem afetar os nervos e desencadear sintomas de dor disestésica;
  • Tratamentos Médicos: Alguns tratamentos médicos, como quimioterapia, radioterapia e até envenenamento por metais pesados, podem causar danos aos nervos e desencadear dor disestésica como efeito colateral.

Sintomas

Os sintomas da dor disestésica podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem:

  • Sensações de coceira persistente ou rastejamento sob a pele;
  • Sensação de queimação;
  • Sensação de picadas, alfinetadas ou formigamento;
  • Dor intensa ou penetrante;
  • Sensação de choque elétrico;
  • Sensibilidade aumentada ao toque;
  • Desconforto na ausência de estímulos;
  • Sensação de aperto ou compressão.

Esses sintomas podem ser contínuos ou intermitentes e podem variar em intensidade de leve a debilitante.

Será que tenho Dor Neuropática ? Por quê não passa ?
Esse livro ensina a reconhecer uma dor neuropática e explica porque ela não passa sozinha como outras dores

Tratamento

O tratamento da dor disestésica geralmente envolve uma abordagem multidisciplinar para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. Algumas opções de tratamento incluem:

  • Medicamentos: Antidepresivos tricíclicos, anticonvulsivantes, analgésicos, betabloqueadores e agentes tópicos podem ser prescritos para ajudar a aliviar a dor e controlar os sintomas, como creme de capsaicina, adesivos anestésicos locais e géis ou cremes com amitriptilina e cetamina;
  • Terapia Física: Exercícios de alongamento, fortalecimento muscular, estimulação elétrica muscular transcutânea e técnicas de relaxamento podem ajudar a melhorar a função e reduzir a dor;
  • Terapias Complementares: Acupuntura, quiropraxia, massagem terapêutica e biofeedback podem ajudar a aliviar a dor e promover o bem-estar geral;
  • Gestão do Estresse: Técnicas de manejo do estresse, como meditação, respiração profunda e yoga, podem ajudar a reduzir a percepção da dor e melhorar o estado emocional;
  • Intervenções Procedimentais: Intervenções intravenosas como injeções intralesionais de esteroides e injeção de toxina botulínica A, podem ajudar a aliviar os sintomas;
  • Intervenções Cirúrgicas: Em casos graves e refratários, a cirurgia para reparar danos nervosos ou implantar dispositivos de estimulação nervosa pode ser considerada.

Quando Buscar Ajuda Médica

Embora os sintomas possam desaparecer por conta própria, eles tendem a retornar e podem piorar com o tempo. É essencial procurar ajuda médica se:

  • Os sintomas piorarem progressivamente;
  • Houver uma dor intensa;
  • Os sintomas afetarem o sono, trabalho ou vida social;
  • Desenvolver alterações de humor, como irritabilidade, depressão ou ansiedade.

Esta é uma condição debilitante que pode ter um impacto significativo na qualidade de vida do paciente. Com uma abordagem de tratamento abrangente e personalizada, é possível controlar os sintomas e ajudar os pacientes a viver uma vida mais confortável e funcional. É importante que os pacientes com dor disestésica trabalhem em estreita colaboração com uma equipe de profissionais de saúde para desenvolver um plano de tratamento adequado às suas necessidades individuais.

Está com tantas dores que nem reconhece mais a origem delas ?
Saiba como reconhecer a Dor Neuropática e acabe com ela definitivamente. Marque uma consulta na Regenerati
Mais informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhe:


Dor Neuropática

A dor neuropática é uma doença crônica com diversas causas. Infecções, doenças e traumas que afetam os nervos periféricos são alguns exemplos. Esse tipo de dor pode ser causado por uma lesão ou disfunção do sistema nervoso central, periférico ou por traumas. Os pacientes são heterogêneos e apresentam uma variedade de sinais e sintomas sensoriais, todos relacionados à dor.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2021 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 05/04/2024