Responsive image

Dor de Cabeça e Bruxismo de Vigília

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Dor de Cabeça

Publicado: 11 de julho de 2023 | Atualizado: 11 de julho de 2023

O bruxismo acordado, também chamado de bruxismo diurno ou Bruxismo de Vigília, é uma condição em que você range ou aperta os dentes enquanto está acordado. Isso pode ser inconsciente ou conscientemente.

O bruxismo diurno afeta pelo menos um terço dos adultos. No entanto, a maioria das pessoas, às vezes, range ou aperta os dentes ocasionalmente.

Essa atividade repetida dos músculos mastigatórios pode causar dores de cabeça. Continue lendo este artigo para saber mais sobre a relação entre a dor de cabeça e o Bruxismo de Vigília.

Classifique a sua dor de cabeça
Está com dores de cabeça e não sabe o que pode ser ? Faça o nosso teste neurológico para te ajudar a classificar a sua dor de cabeça.

Tipos de Bruxismo

Você pode experimentar o bruxismo enquanto está acordado ou durante o sono. O ranger dos dentes é o mesmo em ambos os casos, mas são considerados duas condições distintas:

  • Bruxismo acordado: uma condição em que você range ou aperta os dentes ao longo do dia. O bruxismo acordado pode piorar com estresse ou ansiedade;
  • Bruxismo do sono: envolve o mesmo tipo de ranger de dentes. No entanto, como você está dormindo e não sabe que está acontecendo, muitas vezes, pode durar mais e ser mais intenso.

Bruxismo de Vigília é Prejudicial?

Na maioria dos casos, o bruxismo não leva a complicações graves. No entanto, se frequente, pode levar a vários distúrbios e complicações médicas, especialmente se não for tratado.

Os efeitos colaterais do bruxismo acordado podem incluir:

Aprenda como tratar a dor de cabeça aguda
Está com fortes dores de cabeça e não sabe o que fazer? Baixe o e-book e aprenda a reconhecer os sintomas e realizar os primeiros tratamentos.
  • Distúrbios da mandíbula;
  • Distúrbios da articulação temporomandibular (DTM);
  • Dores de cabeça do tipo tensional;
  • Danos aos seus dentes;
  • Dor facial severa ou nos músculos da mandíbula (dor orofacial);
  • Distúrbios do sono;
  • Problemas para mastigar, falar e engolir;
  • Dor de ouvido.

Muitas pessoas não percebem que têm bruxismo acordado até que os efeitos colaterais apareçam. Os riscos de problemas de ranger os dentes podem aumentar se você deixar o bruxismo sem tratamento por um período significativo.

Sinais e Sintomas

É essencial conhecer os sinais e sintomas desse distúrbio para evitar maiores complicações:

  • Atrito dentário (bruxismo) resultando em perda de tecido dentário;
  • Ranger ou apertar os dentes;
  • Dentes achatados, fraturados, lascados ou soltos;
  • Esmalte dental desgastado;
  • Aumento da dor ou sensibilidade dentária;
  • Músculos da mandíbula cansados ​​e tensos;
  • Dor na mandíbula;
  • Uma mandíbula travada incapaz de abrir ou fechar completamente;
  • Uma dor que parece uma dor de ouvido;
  • Uma dor de cabeça maçante nas têmporas;
  • Mastigar a parte interna da bochecha.

Causas

Ainda não entendemos completamente o que causa o bruxismo acordado. No entanto, pode ser devido a uma combinação de fatores genéticos, físicos, psicológicos e psicossociais:

Vença a dor de cabeça de uma vez por todas
Tem dores de cabeça frequentes que não passam nem com ajuda de remédios? Não perca tempo, agende uma consulta na Clínica Regenerati
  • Fatores psicossociais – Emoções que levam à ansiedade, ao estresse, à raiva, frustração ou tensão;
  • Idade – O bruxismo é comum em crianças pequenas. Geralmente, se acalma na idade adulta. No entanto, adultos e crianças são propensos ao bruxismo acordado.
  • Tipo de personalidade – Pessoas agressivas, hiperativas ou competitivas são mais propensas a sofrer de bruxismo;
  • Medicamentos e outras substâncias – O bruxismo diurno pode ser um efeito colateral incomum de alguns medicamentos ou substâncias. Isso pode incluir certos antidepressivos, medicamentos para TDAH, tabaco, álcool, bebidas com cafeína e drogas recreativas;
  • Genética – O bruxismo tende a ocorrer em famílias, embora, geralmente, seja o bruxismo do sono. Se você tem bruxismo, seus familiares também podem ter um histórico disso;
  • Mecanismo de enfrentamento – O bruxismo acordado pode ser usado como um mecanismo de enfrentamento. Ou pode ser um hábito durante a concentração profunda;
  • Outros distúrbios – O bruxismo está relacionado a algumas doenças mentais e médicas. Esses incluem doença de Parkinson, demência, distúrbio do refluxo gastroesofágico (DRGE), epilepsia, TDAH ou distúrbios do sono, como apneia do sono, parassonias, terrores noturnos e vigília.

Tratamento

Abaixo estão as opções de tratamento mais comuns para bruxismo:

  • Protetores Bucais (Telas Oclusais)

Um protetor bucal pode ser útil para pessoas com bruxismo porque pode reduzir a dor na mandíbula. As talas oclusais funcionam amortecendo os dentes e evitando que eles triturem uns contra os outros. Esses são os mais úteis para quem sofre de bruxismo do sono, pois podem ser usados ​​à noite.

As talas oclusais podem ser feitas sob medida pelo seu dentista ou ortodontista.

  • Injeções de Toxina Botulínica

As injeções de toxina botulínica (Botox) podem reduzir a dor e a frequência da trituração.

Durante esse tratamento, um profissional médico injeta pequenas quantidades da proteína neurotóxica no músculo masseter. Esse é um grande músculo que controla a atividade muscular.

O Botox não cura o bruxismo, pois é simplesmente um relaxante muscular temporário. No entanto, pode ajudar a reduzir o ranger dos dentes e os efeitos colaterais e sintomas relacionados.

Os benefícios do Botox, geralmente, duram de 3 a 6 meses. Como tal, o tratamento deve ser repetido para manter os resultados.

Se você estiver interessado em usar o Botox para tratar o bruxismo, discuta os benefícios e riscos com seu médico.

Caso você sinta que possa estar sofrendo com bruxismo de vigília, fale com o seu médico de confiança para um melhor prognóstico.

Mais informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 20 de novembro de 2019 e Atualizado em: 11 de julho de 2023

Compartilhe:


Dor de Cabeça

A Cefaleia, conhecida popularmente como dor de cabeça, pode ocorrer de modo isolado, quando apresenta um complexo sintomático agudo (como a enxaqueca), ou provida de doenças em desenvolvimento (como infecções). O diagnóstico é baseado na compreensão da fisiopatologia dessas dores de cabeça, na obtenção de um histórico clínico e na realização de um exame físico e neurológico criterioso, para formular um diagnóstico diferencial.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 19/05/2024