Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


Covid-19 em Pacientes com Esclerose Múltipla

Categorias: Conteúdos, Esclerose Múltipla




Covid-19 em Pacientes com Esclerose Múltipla

Publicado: 03/07/20 | Atualizado: julho 3, 2020

Covid-19 em Pacientes com Esclerose Múltipla – O coronavírus é uma doença nova, o que significa que cada dia há novas descobertas sobre ela. Sua conexão com a esclerose múltipla e também outras doenças neurológicas autoimunes estão sendo analisadas. E ao saber disso, pacientes que fazem uso de medicamentos imunomoduladores começam a ficar preocupados se eles criam certa suscetibilidade ou se eles estão em maior risco de contrair a doença ou de não se recuperar dela.

Continue lendo este artigo para saber a real conexão entre esclerose múltipla e COVID-19.

A Relação entre as Condições Sob Visão Clínica

Um estudo publicado na revista Lancet Neurology analisou essa relação a partir de um estudo clínico. 250 pacientes italianos participaram dele, apesar de ser um estudo com uma amostra limitada, o processo gera um embasamento inicial do que esperar.

De maneira geral o resultado do estudo foi positivo, pois desses 250 pacientes com esclerose múltipla que tiveram COVID-19, 96% se recuperaram tranquilamente da doença, ou seja, tiveram apenas sintomas leves a moderados da doença. Por conta da esclerose múltipla, os tratamentos de ambas as doenças ocorreram simultaneamente, e mesmo com pacientes seguindo com terapias imunomoduladoras de diversos tipos, como as injetáveis e/ou orais, não houveram complicações.

Os Resultados Negativos – Covid-19 em Pacientes com Esclerose Múltipla

Nem todos os pacientes com esclerose múltipla sobreviveram à doença nomeada COVID-19, entre os 250 pacientes estudados, 5 morreram. No entanto, o caso desses cinco pacientes era um pouco diferente, além de esclerose múltipla, portavam outras comorbidades, como hipertensão e diabetes, ambas doenças comprovadas ao aumento de risco de casos graves em relação ao coronavírus.

Conclusões Percebidas no Estudo

A partir deste estudo foi possível perceber também que o grau da gravidade da evolução das esclerose múltipla não interfere no prognóstico de infecção do COVID-19. Além disso, a conclusão do estudo constatou que não houve alteração no número de surtos de esclerose múltipla.

O número de infecção em relação ao restante da população não portadora de esclerose múltipla não apresentou dissemelhança. Em outras palavras, ter esclerose múltipla não significa estar mais suscetível a contrair a condição. Dessa maneira, o estudo sucedeu em sanar certas dúvidas e inseguranças de pacientes com esclerose múltipla, e por último, os sintomas e gravidade da esclerose também não piorou em vista da presença do COVID-19.

Nota de Atenção – Covid-19 em Pacientes com Esclerose Múltipla

O estudo apresentado representa sim grandes alívios para inseguranças de pacientes de esclerose múltipla, mas é necessário frisar que o estudo analisou 250 pessoas com a doença, mais estudos são necessários para confirmar as conclusões extraídas dele. Ainda é extremamente necessário ser cauteloso nesse momento de ascensão de uma condição perigosa. Covid-19 em Pacientes com Esclerose Múltipla.

Muitas pessoas podem se encaixar em grupos de risco sem nem saber, por isso, se puder, permaneça dentro de casa, e siga as instruções dadas pela OMS – Organização Mundial da Saúde:

  • Lave as mãos com água e sabão, certifique de esfregar todas as áreas da mão por pelo menos 20 segundos;
  • Utilize álcool em gel quando não for possível lavar;
  • Mantenha-se a 1 metro de distancia de outras pessoas;
  • Utilize máscaras, e ao usá-las não toque no centro, apenas nas hastes, lave sua máscara assim que chegar em casa.
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Esclerose Múltipla

A esclerose múltipla é a principal doença imunológica do Sistema Nervoso Central. Ela afeta o cérebro e a medula espinhal por meio de lesões inflamatórias que podem ser leves ou intensas, levando à ruptura da fibra neural, responsável pelo impulso nervoso. Isso implica que a esclerose múltipla é uma doença de caráter inflamatório e neurodegenerativo, uma vez que ela afeta e rompe os neurônios.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 27/07/2020