Responsive image

Por Que Tanta Dor de Cabeça e Nunca Aparece Nada nos Exames?

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Dor, Dor de Cabeça

Publicado: 14 de novembro de 2023 | Atualizado: 15 de novembro de 2023

A dor de cabeça, ou cefaleia, é uma queixa comum que aflige pessoas de todas as idades, gêneros e origens. Muitas vezes, essas dores de cabeça podem ser debilitantes, interferindo na qualidade de vida e nas atividades diárias. No entanto, é surpreendentemente comum que pacientes que sofrem de dor de cabeça se perguntem por que, apesar de todos os exames realizados, nada parece ser detectado. Neste artigo, exploraremos as razões por trás dessa aparente falta de conclusões nos exames.

Os Diferentes Tipos de Dores de Cabeça

Primeiro, é importante entender que a dor de cabeça não é uma condição única, mas sim um sintoma de uma variedade de causas subjacentes. Existem mais de 200 tipos de dores de cabeça, e identificar a causa específica de uma dor de cabeça pode ser um desafio. Essas dores de cabeça podem ser classificadas em dois grupos principais: cefaleias primárias e cefaleias secundárias.

Cefaleias Primárias VS Cefaleias Secundárias

As cefaleias primárias são aquelas causadas diretamente por hiperatividade ou alterações em estruturas sensíveis à dor na cabeça. Surpreendentemente, essas condições raramente aparecem em exames de imagem, como tomografias ou ressonâncias magnéticas. Isso ocorre porque as estruturas subjacentes, como artérias cerebrais, músculos cranianos, nervos cranianos e músculos relacionados à mastigação, não são facilmente visíveis em tais exames. No entanto, essas estruturas podem ficar inflamadas e desencadear dores de cabeça intensas.

Além disso, as cefaleias primárias também podem resultar de alterações na atividade química no cérebro. Isso torna ainda mais difícil a identificação dessas condições por meio de exames de imagem, uma vez que as anormalidades químicas não são facilmente detectáveis nesses procedimentos.

Por outro lado, as cefaleias secundárias são aquelas em que a dor de cabeça é um sintoma resultante de outra condição subjacente. Essas condições podem variar de coágulos de sangue e tumores cerebrais a concussões e doenças infecciosas. Quando a dor de cabeça é secundária a uma condição subjacente, identificar a causa exige frequentemente exames de imagem, testes laboratoriais e avaliações clínicas detalhadas.

Quando Procurar Ajuda Médica para Dores de Cabeça

Uma pergunta comum que os pacientes fazem é quando procurar ajuda médica para dores de cabeça. A resposta a essa pergunta depende da gravidade e da frequência das dores de cabeça, bem como os sintomas associados. Em geral, é aconselhável procurar um médico em casos em que:

  • As dores de cabeça são mais intensas ou frequentes do que o habitual;
  • As dores de cabeça não respondem ao tratamento convencional;
  • As dores de cabeça são acompanhadas por outros sintomas, como confusão, febre, rigidez no pescoço, alterações sensoriais ou sinais neurológicos;
  • As dores de cabeça se tornam um novo problema após os 50 anos de idade;
  • As dores de cabeça ocorrem em pessoas com sistema imunológico comprometido ou histórico de câncer;
  • As dores de cabeça são desencadeadas por atividades como atividade sexual, exercício ou tosse;
  • As dores de cabeça estão associadas a sintomas graves, como paralisia, fraqueza ou perda de coordenação motora;
  • Há sinais de alerta, como febre, rigidez na nuca, papiledema (inchaço no nervo óptico) ou visão turva.

Exames para Identificar as Causas de Dores de Cabeça Secundárias

Quando um paciente apresenta sintomas que sugerem uma cefaleia secundária ou quando as dores de cabeça não podem ser explicadas apenas por avaliações clínicas e histórico do paciente, exames complementares se tornam essenciais para identificar a causa subjacente. Os exames que podem ser usados para identificar as causas de dores de cabeça secundárias incluem:

  • Exames Laboratoriais: Exames de sangue, como hemograma, velocidade de hemossedimentação (VHS) e proteína C-reativa (PCR), são frequentemente usados para identificar possíveis infecções ou inflamações no corpo;
  • Exames de Imagem: Tomografias computadorizadas (TC) e ressonâncias magnéticas são frequentemente usadas para detectar problemas estruturais no cérebro, como tumores, hemorragias ou aneurismas;
  • Exames do Líquor: Uma punção lombar é realizada para coletar líquido cefalorraquidiano, usada para detectar hemorragias subaracnóides, infecções ou outras condições que podem estar causando dores de cabeça.

Buscando a Causa das Dores de Cabeça

A busca pela causa das dores de cabeça que não parecem ter origem evidente nos exames é um desafio comum na medicina. É importante entender que a dor de cabeça é um sintoma, não uma condição em si, e que a variedade de condições subjacentes que podem desencadear dores de cabeça é vasta. A identificação da causa requer avaliação clínica cuidadosa, histórico médico detalhado e, em muitos casos, exames complementares para afastar ou confirmar condições subjacentes.

Portanto, se você sofre de dores de cabeça persistentes, especialmente se elas apresentam sintomas incomuns, é fundamental procurar ajuda médica. Um médico especializado, como um neurologista, poderá realizar a avaliação apropriada e solicitar os exames necessários para identificar a causa subjacente e, assim, orientar o tratamento adequado. Não ignore dores de cabeça crônicas, pois elas podem ser um sinal de condições médicas que requerem atenção imediata. Cuidar da sua saúde é a melhor abordagem para garantir uma vida sem dores de cabeça debilitantes e prevenir complicações futuras.

Assista ao vídeo e saiba mais:

Referências:

1 – Clinical features, diagnosis and treatment of acute primary headaches at an emergency center. Why are we still neglecting the evidence?
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-282X2007000700007

2 – The diagnosis and treatment of chronic migraine
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4416971/

Artigo Publicado em: 11 de junho de 2018 e Atualizado em: 14 de novembro de 2023

Compartilhe:


Dor de Cabeça

A Cefaleia, conhecida popularmente como dor de cabeça, pode ocorrer de modo isolado, quando apresenta um complexo sintomático agudo (como a enxaqueca), ou provida de doenças em desenvolvimento (como infecções). O diagnóstico é baseado na compreensão da fisiopatologia dessas dores de cabeça, na obtenção de um histórico clínico e na realização de um exame físico e neurológico criterioso, para formular um diagnóstico diferencial.

Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 07/07/2024