Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


O Que é Dor Crônica?

Categorias: Conteúdos, Dor




O Que é Dor Crônica?

Publicado: 02/04/20 | Atualizado: abril 2, 2020

O Que é Dor Crônica? – É um tipo de dor que as pessoas sentem por mais de três meses e que pode se estender por anos. É uma doença neurológica que traz consequências biológicas, psicológicas, sociais e econômicas.

Para saber mais sobre a dor crônica, continue lendo este artigo.

Quando e Como a Dor se Torna Crônica

A dor é a reação normal do seu corpo a uma lesão ou doença, um aviso de que algo está errado. Quando seu corpo cura, você geralmente para de sentir dor.

Mas para muitas pessoas, a dor continua muito tempo depois que sua causa desaparece. Quando dura de 3 a 6 meses ou mais, é chamado de dor crônica. A dor afeta o paciente dia após dia, não apenas fisicamente mas emocionalmente também.

Cerca de 25% das pessoas com dor passarão a ter uma condição chamada síndrome da dor crônica, ou seja, quando as pessoas têm sintomas além da dor, como depressão e ansiedade, que interferem em suas vidas diárias.

Cerca de um terço da população apresenta algum tipo de dor crônica durante a vida. Existem várias patologias que geram dor crônica:

  • O câncer e o seu tratamento;
  • Fibromialgia;
  • Enxaqueca;
  • Artrose;
  • Dores neuropáticas;
  • Dor crônica na coluna.

Como a Dor Crônica Afeta o Cotidiano

Depressão e Ansiedade

O portador de dor crônica muitas vezes enfrenta a solidão, pois esta não é algo visível para as outras pessoas, que acabam não apresentando empatia para com o portador da dor.

Menor Capacidade de Inibição de Dor

Nas fases iniciais da doença, a capacidade da pessoa para reconhecer e comunicar a dor pode estar intacta. Porém, o cérebro de uma pessoa que sente dor crônica todos os dias sofre modificações ao longo do tempo como uma menor ativação de áreas do cérebro responsáveis pela inibição de dor e perda de sensibilidade dos barorreceptores.

Desregulação Hormonal

Além disso, há alterações em áreas de respostas emocionais e afetivas, queda da libido, perda de memória e desregulação do sono. Nesta situação a pessoa não sabe realmente como dormir apesar da dor. Estudos mostram que de 60 a 90% das pessoas que são portadoras de dor crônica tenha alguma disfunção do sono como insônia, despertar precoce, sono fragmentado ou superficial ou simplesmente um sono não restaurador que poderá causar ainda mais dificuldades à rotina e a atividades regulares do dia-a-dia.

O Emocional do Paciente

A dor crônica também afeta aspectos psíquicos estando relacionada com 40 a 60% de prevalência de depressão e ansiedade a nível patológico, suicídio e tentativas de suicídio. As pessoas com dor tem uma personalidade de evitação e tendem a serem negativas frente a vida e têm dificuldades nas relações interpessoais.

Financeiro

A dor crônica também leva a grandes consequências econômicas por conta de custos diretos como medicamentos e terapias e custos indiretos como dias perdidos de trabalho ou dias de não produtividade.

Causas

Ainda não se sabe exatamente o que causa a dor crônica. A condição geralmente começa com uma lesão ou condição dolorosa, como:

  • Artrite e outros problemas nas articulações;
  • Dor nas costas;
  • Dores de cabeça;
  • Tensões e entorses musculares;
  • Lesões por esforço repetitivo, quando o mesmo movimento repetidamente pressiona uma parte do corpo;
  • Fibromialgia, uma condição que causa dor muscular em todo o corpo;
  • Danos nos nervos;
  • Doença de Lyme:
  • Ossos quebrados;
  • Câncer;
  • Refluxo ácido ou úlceras;
  • Doença inflamatória intestinal (DII);
  • Síndrome do intestino irritável (SII):
  • Endometriose, quando o tecido do útero cresce fora dele;
  • Cirurgia.

As origens da dor são físicas e mentais. Alguns especialistas acham que as pessoas com essa condição têm um problema com o sistema de nervos e glândulas que o corpo usa para lidar com o estresse. Isso os faz sentir a dor de maneira diferente.

Outros especialistas dizem que a condição é uma resposta aprendida. Quando você está com dor, pode começar a repetir certos comportamentos ruins, mesmo depois que a dor se foi ou diminuiu.

A dor crônica pode afetar pessoas de todas as idades e ambos os sexos, mas é mais comum em mulheres. Pessoas com depressão maior e outras condições de saúde mental são mais propensas a ter dor.

Tratamento

O médico responsável pelo seu caso adaptará a sua terapia à fonte da sua dor. Você pode receber um ou mais destes tratamentos:

  • Fisioterapia – incluindo calor ou frio na parte que dói, massagem, exercícios de alongamento e estimulação elétrica nervosa transcutânea;
  • Terapia ocupacional;
  • Aconselhamento, terapia individual ou em grupo;
  • Técnicas de relaxamento, como respiração profunda ou meditação;
  • Biofeedback;
  • Estimulação medular;
  • Bloqueios nervosos;
  • Medicamentos como antidepressivos, anti-convulsivos e relaxantes musculares;
  • Cirurgia para tratar a condição que causou a dor.

Consulte seu médico de confiança para solucionar mais dúvidas e questões sobre a dor crônica.

Artigo Publicado em: 10 de dez de 2019  e Atualizado em: 02 de Abril de 2020

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 22/06/2020