Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


O Que é Dor Crônica?

Categorias: Conteúdos, Dor




O Que é Dor Crônica?

Publicado: 10/12/19 | Atualizado: dezembro 10, 2019

O Que é Dor Crônica? A cronicidade da dor é uma doença do sistema nervoso central definida como “dor sem razão ou explicação biológico aparente que persiste além do tempo normal de cicatrização do tecido”.

A dor crônica é um tipo de dor que as pessoas sentem por mais de três meses e que pode se estender por anos. É uma doença neurológica que traz consequências biológicas, psicológicas, sociais ou que ocorre em processos de doenças em que a cura não acontece. A dor pode ser contínua ou intermitente. Esse fator de “causa desconhecida” geralmente resulta na dificuldade em chegar ao diagnóstico. Continue lendo este artigo para saber mais sobre o assunto.

O Que é Dor Crônica? – Saiba Mais

Cerca de um terço da população apresentará algum tipo de dor crônica durante a vida. Existem várias patologias comuns que geram dor crônica, tais quais como o câncer e o seu tratamento, fibromialgia, enxaqueca, artrose, dores neuropáticas e a dor crônica na coluna, sendo que essa última pode ser uma reclamação particularmente incômoda.

Esse tipo de dor pode ser nociceptiva ou neuropática, ou seja, tratada por um nervo disfuncional ou por um conjunto de sinais nervosos. As pessoas que vivem com dor crônica frequentemente relatam:

  • Hiperalgesia – sensibilidade aumentada à dor;
  • Alodinia – resposta da dor aumentada a estímulos geralmente não dolorosos;
  • Disestesia – sensações anormais desagradáveis.

A dor crônica também pode surgir de outros tipos de dor.

Tipos de Dor

A dor pode ser classificada pelo tipo de dor ou por região do corpo. A classificação por tipos de dor inclui:

  • Dor neuropática – a dor se compara a sensação de queimação, pontadas, formigamento, insetos caminhando no corpo, tiro, associado a alodinia, hipersensibilidade ou outras alterações sensoriais;
  • Dor nociceptiva – Dor e piora na movimentação
  • Misto – isto é, uma combinação de sintomas de dor neuropática e nociceptiva;
  • Dor visceral – opaca, difusa, mal definida;
  • Sintomas autonômicos – alterações de cor e temperatura, sudorese.

Quais as Piores Dores que Existem?

Embora este tipo de dor seja frequentemente neuropática, ela também pode surgir de outros tipos de dor e é possível classificar a dor crônica pela condição ou região corporal subjacente que está causando a dor.

Complicações no Cotidiano

O portador de dor crônica muitas vezes enfrenta a solidão, pois há diferenças entre a dor aguda e a crônica, sendo que esta não é algo visível para as outras pessoas, que acabam não apresentando empatia para com esta pessoa.

Nas fases iniciais da doença, a capacidade da pessoa de reconhecer e comunicar a dor pode estar intacta. Porém, o cérebro de uma pessoa que sente dor todos os dias sofre modificações ao longo do tempo como, uma menor ativação de áreas do cérebro responsáveis pela inibição de dor e perda de sensibilidade dos barorreceptores.

Além disso, há alterações em áreas de respostas emocionais e afetivas, queda da libido, perda de memória e desregulação do sono. Nesta situação a pessoa não sabe realmente como dormir apesar da dor crônica. Estudos mostram que de 60 a 90% destes pacientes tenha alguma disfunção do sono como insônia, despertar precoce, sono fragmentado ou superficial ou simplesmente um sono não restaurador que poderá causar ainda mais dificuldades à rotina e a atividades regulares do dia a dia.

A dor crônica também afeta aspectos psíquicos estando relacionada com 40 a 60% de prevalência de depressão e ansiedade a nível patológico, suicídio e tentativas de suicídio. As pessoas com este tipo de dor tem uma personalidade de evitação e tendem a serem negativas frente a vida e têm dificuldades nas relações interpessoais.

Esse tipo de dor, também leva a grandes consequências econômicas por conta de custos diretos como medicamentos e terapias e custos indiretos como dias perdidos de trabalho ou dias de não produtividade. Caso você se identifique com alguns dos sintomas citados nesse artigo, consulte seu médico neurologista de confiança.

Referência: NHS inform


Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.



Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!


Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 05/01/2020