Neurologista - Dr. Willian Rezende

Neuralgia do Trigêmeo e Disfunção Temporomandibular como Causas da Dor Facial


A maioria das pessoas já vivenciou algum tipo de dor facial, já que essa condição é comum. Neste artigo focaremos em duas específicas causas da dor Facial, a neuralgia do Trigêmeo e a Disfunção Temporomandibular. Para saber mais sobre essas causas, suas definições, sintomas e tratamentos, continue comigo até o final do artigo.

Dor Facial – Saiba Mais

Um estudo realizado pelo jornal Neurology descobriu que 10% das pessoas que sofrem de dor de cabeça também experienciam a dor facial. Esta, na realidade não é muito reconhecida como um sintoma das dores de cabeça. A maioria das pessoas descarta a possibilidade da conexão, o que resulta numa busca maior a um diagnóstico e consequentemente seu tratamento.

A dor facial geralmente é o resultado de uma sensibilidade extra dos nervos, e isso ocorre nas pessoas que sofrem com dores de cabeça. Essa correlação pode estar interligada com a Neuralgia do Trigêmeo.

A condição tipicamente atinge as têmporas e a área da testa. Mas áreas embaixo dos olhos e na região do maxilar também podem ser afetados, sendo que os primeiros são mais comuns.

Neuralgia do Trigêmeo

Essa condição se caracteriza como uma condição parcial (unilateral) causadora de dor. Sintomas que comumente aparecem nesta patologia são momentos curtos de um tipo de dor conhecida como choque-elétrico. Esses episódios dolorosos podem começar e acabar de maneira rápida, e usualmente a condição atinge a uma ou mais áreas do nervo trigêmeo. Existem duas subdivisões da Neuralgia do Trigêmeo, são elas:

  • Neuralgia do Trigêmeo Clássica – frequentemente relacionada a repressão microvascular que atinge o local de admissão da raiz do trigêmeo no tronco encefálico;
  • Neuralgia do Trigêmeo Sintomática – pode ser gerada por outros exemplos de contusões estruturais, como o tumor.

A dor facial por si só já é considerada uma rara doença, e a neuralgia consegue ser menor ocorrente ainda. Por causa dessa estimativa tão baixa na população, existe uma insuficiência de pesquisas e estudos dessas condições.

O que sabemos até agora é que a Neuralgia Trigeminal atinge cerca de 0,01% a 0,03%. Mulheres sofrem mais riscos de sofrer com a condição. Além disso, 90% da ocorrência dessa doença foi reportada após os 40 anos de idade e nos 50 a 60 anos, a doença atinge seu auge de intensidade.

O tratamento consiste na utilização de fármacos da classe de anticonvulsivos e nos casos em que a terapia medicamentosa não apresenta progresso, são avaliados os procedimentos cirúrgicos, geralmente descompressão microvascular do nervo.

Disfunção Temporomandibular

A Disfunção Temporomandibular é uma doença que atinge a articulação-têmporo-mandibular. É uma condição apontada como uma causa comum da dor facial. Isso ocorre pois essa condição impede que a mandíbula se movimente da maneira adequada.

As articulações-têmporo-mandibulares formam um sistema de ligamentos, discos, ossos e músculos. Eles trabalham conjuntamente para possibilitar inúmeros movimentos da área facial. Alguns exemplos são: abrir e fechar a boca, movimentos rotativos e translativos que são utilizados durante a fala e na mastigação.

Quando alguma coisa incapacita esse sistema, o resultado é a dor facial. Para diagnosticar essa patologia podem ser utilizados exames clínicos e raio-X direcionados. A disfunção temporomandibular pode ser resultante de outras condições como lesões, artrite e/ou deslocamento, ou ainda se apresentar na forma de bruxismo.

Para tratar a condição existem algumas possibilidades para considerar, são elas:

  • Rotina de exercícios que tenham como objetivo diminuir a quantidade de estresse;
  • Uso de fármacos com função de relaxar os músculos;
  • Uso de protetor bucal para que o ranger dos dentes seja evitado.

Para saber mais sobre Neuralgia do Trigêmeo e Disfunção Temporomandibular como Causas da Dor Facial, consulte seu médico de confiança para realizar uma terapia de tratamentos especial para você.

Referência: Differential Diagnostics of Pain in the Course of Trigeminal Neuralgia and Temporomandibular Joint Dysfunction

Compartilhe

Ligue agora e agende sua consulta:

(11) 3522-9515




Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *