Neurologista - Dr. Willian Rezende

Meditação pode contribuir com o tratamento da enxaqueca crônica


A meditação pode ser um caminho para alívio da enxaqueca, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores do Wake Forest Baptist Medical Center.

O estresse é um gatilho conhecido para dores de cabeça e a pesquisa suporta os benefícios das meditações sobre o corpo no caso das enxaquecas. No entanto não havia muita pesquisa para avaliar intervenções específicas da meditação no tratamento da enxaqueca.

O estudo foi desenhado para avaliar a segurança, a viabilidade e os efeitos da meditação e da ioga, intervenções padronizadas para a chamada redução de estresse baseada em mindfulness (MBSR) em adultos com enxaqueca.

Dezenove adultos foram divididos aleatoriamente em dois grupos com 10 recebendo a intervenção MBSR e nove recebendo cuidados médicos padrão.

Os participantes do estudo foram avaliados antes e após o período experimental usando medidas objetivas de deficiência, auto-eficácia e atenção plena. Eles também mantiveram registros de dor de cabeça durante todo o estudo para captar a frequência, a gravidade e a duração das enxaquecas. Os participantes MBSR tiveram  menos enxaquecas  e as crises foram menos graves.

Efeitos secundários incluíram dores de cabeça que eram mais curtas em duração e menos incapacitantes. Especificamente, os participantes MBSR tiveram 1,4 menos enxaquecas por mês,  menos graves e com efeitos que não atingiram significância estatística.

“Para os milhares que sofrem de enxaquecas, há grande necessidade de estratégias não-farmacêuticas e de tratamentos complementares, intervenções seguras que possam diminuir potencialmente o impacto da enxaqueca”, afirma o neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

 

Meditação pode contribuir com o tratamento da enxaqueca crônica
5 100% 5
Compartilhe:

Deixe um Comentário