Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


Enxaqueca Pode Aumentar o Risco de AVC

Categorias: AVC, Dor de Cabeça, NOTÍCIAS




Enxaqueca Pode Aumentar o Risco de AVC

Publicado: 22/10/19 | Atualizado: novembro 14, 2019

Enxaqueca Pode Aumentar o Risco de AVC – A enxaqueca é um dos muitos tipos de dores de cabeça e afeta três vezes mais pessoas do sexo feminino do que masculino. Já a incidência de acidente vascular cerebral em homens é duas vezes maior que a das mulheres.

Uma série de estudos demonstraram que o risco de um acidente vascular cerebral isquêmico aumentou naquelas mulheres que estão na faixa etária de 35 a 45 anos e que também sofriam de enxaqueca com ou sem aura. A condição pôde ser exacerbada pelo uso de contraceptivos orais, tabagismo e pressão alta.

A enxaqueca e o AVC

Uma nova pesquisa publicada na edição de julho de 2015, do Neurology®, jornal médico da Academia Americana de Neurologia, sugeriu que idosos que sofrem com enxaqueca podem ter um risco aumentado de acidente vascular cerebral (AVC), mas somente se forem fumantes.

As descobertas do estudo também apontaram mais evidências a respeito do porquê parar de fumar é importante para as pessoas que sofrem de enxaqueca. Embora esse estudo de enxaqueca e eventos vasculares em idosos tenha descoberto apenas que os fumantes com enxaqueca têm um risco maior de acidente vascular cerebral, estudos anteriores mostraram que mulheres com idade inferior a 45 anos – fumantes ou não – que têm enxaqueca com aura também apresentam um risco aumentado de acidente vascular cerebral.

1.292 pessoas que participaram do Northern Manhattan Study com uma idade média de 68 anos relataram enxaqueca, foram acompanhadas por uma média de 11 anos para ver se apresentariam ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais.

Neste universo, 187 tinham enxaqueca sem aura e 75 tinham enxaqueca com aura. Durante o estudo, um total de 294 acidentes vasculares cerebrais ataques cardíacos e mortes ocorreram.

Enxaqueca com Aura X Sem Aura

Enxaqueca Pode Aumentar o Risco de AVC

As mulheres jovens que sofrem de enxaqueca com aura correm um risco maior de derrame, mas a lógica do aumento do risco de acidente vascular cerebral isquêmico em mulheres jovens com enxaqueca permanece desconhecido.

Não parece ser devido a um aumento nos fatores de risco convencionais, como diabetes, pressão alta e níveis elevados de colesterol. Há relatos frequentes de descobertas de diferenças entre pessoas com e sem enxaqueca. No entanto, essas características não são consistentemente encontradas em pessoas com enxaqueca em comparação com pessoas sem ela e não mostram diferença de sexo, o que significa que ainda não é possível explicar por que o aumento do risco de acidente vascular cerebral isquêmico na enxaqueca é estatisticamente mais ocorrente em mulheres jovens.

Alguns estudos recentes sugerem que a aura está associada a um perfil de risco cardiovascular adverso e a fatores protrombóticos (a tendência do sangue a coagular). As pesquisas continuam analisando essa área na esperança de descobrir mais sobre a complexa relação entre enxaqueca com aura e o AVC isquêmico. Enxaqueca Pode Aumentar o Risco de AVC

Prevenção

A prevenção de maneira prática está relacionada com o controle dos fatores de risco. O aumento do risco de AVC isquêmico em mulheres jovens com enxaqueca com aura estão ligadas ao consumo de cigarros.

Além disso, segundo estudos realizados sobre a temática é recomendado a contra-indicação de pílula anticoncepcionais de formula combinada para uso por mulheres com enxaqueca com aura, o que a Organização Mundial da Saúde também recomenda.

O risco para mulheres com enxaqueca sem aura é menor e outros fatores de risco, como o tabagismo, têm muito mais chances de aumentar o risco de AVC do que a enxaqueca. No entanto, na prática, dado o risco absoluto muito baixo de AVC em mulheres jovens, não há contra-indicação fixa e absoluta ao uso de contraceptivos orais, mas sim uma recomendação firme para não fumar e para optar/priorizar o uso de pílulas com pouco estrogênio ou progestogênio, especialmente para mulheres com enxaqueca com aura.

Estar “em risco” de AVC não significa morrer de um. Cerca de 25% das pessoas que sofreram AVC se recuperam e outros 50% adquirem uma deficiência após um derrame. Enxaqueca Pode Aumentar o Risco de AVC

Artigo Publicado em: 21 de Dezembro de 2015 e Atualizado em: 22 de Outubro de 2019

 

Compartilhe


AVC

Popularmente conhecido como AVC, o Acidente Vascular Cerebral pode ser definido como o surgimento de um déficit neurológico súbito, causado por um problema nos vasos sanguíneos do sistema nervoso central. Dividido em dois subtipos, isquêmico e hemorrágico, o AVC pode ser evitado com a prática regular de exercícios físicos, alimentação saudável, abandono dos hábitos de fumar e ingerir álcool frequentemente.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.



Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!


Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 10/11/2019