Responsive image

Conheça os Efeitos da Depressão na Vida Sexual

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Emoções

Publicado: 30 de agosto de 2022 | Atualizado: 30 de agosto de 2022

Efeitos da Depressão na Vida Sexual. A depressão afeta todos os aspectos da vida diária, incluindo a parte sexual. A doença restringe o desejo sexual, o que não é bom, pois o sexo pode impulsionar o seu humor e é importante para os relacionamentos. Além disso, alguns medicamentos para depressão podem reduzir a libido.

Continue a leitura deste artigo e compreenda os Efeitos da Depressão na Vida Sexual e algumas estratégias para lidar com eles.

Efeitos da Depressão na Vida Sexual

Lidar com a depressão pode ser difícil de muitas maneiras. O efeito devastador que a condição pode ter sobre o sexo torna a condição ainda mais penosa. Médicos vinculam o diagnóstico de problemas na saúde mental a vários desafios de intimidade, como:

Teste de Depressão (PDQ-9)
Esse teste é adaptado do PDQ-9 para quantificação do grau de depressão
  • Dificuldades com a autoestima;
  • Sensação de distanciamento sexual de um parceiro;
  • Dificuldade de falar sobre sexo com o parceiro ou outros;
  • Insegurança quanto ao sexo;
  • Interesse em sexo alterado de modo geral.

As questões relacionadas com a autoestima são a marca da depressão. Dentre os principais critérios diagnósticos da depressão estão os sentimentos crônicos e generalizados de inutilidade. Então, se essa é a base de seu episódio depressivo, isso afetará todas as áreas importantes da sua vida, incluindo sua vida sexual.

A depressão em si traz uma série de efeitos colaterais que também influenciam a libido. Seus sintomas podem fazer as pessoas perderem o interesse nas coisas prazerosas da vida, assim como aumentar a irritabilidade e o pessimismo. Também é altamente correlacionada com baixa energia e fadiga. Tudo isso pode levar à perda de interesse no ato sexual.

Sintomas da Depressão

Nem todas as pessoas com depressão vivenciam a tristeza como sintoma. O principal sintoma, que está presente em quase todos os casos, é a fadiga. Não importa quanto tempo você durma ou quantas sonecas você tire, você nunca se sente descansado o suficiente.

Crise de pânico - Como reconhecer e ter controle
Este livro contém elementos para reconhecer uma crise de pânico e técnicas para como se controlar quando isso acontecer

As pessoas deprimidas estão exaustas o tempo todo, por isso elas frequentemente não têm disposição para a atividade sexual.

Tanto homens quanto mulheres podem ter dificuldades para iniciar e desfrutar do sexo por causa da depressão. Cerca de metade das pessoas com depressão não tratada apresentam sintomas de disfunção sexual, que podem incluir disfunção erétil e anorgasmia, uma dificuldade contínua de atingir o orgasmo.

Estresse, ansiedade, culpa e mau humor são sintomas comuns de depressão. Esses sintomas podem levar à diminuição da libido (o desejo de fazer sexo) e podem afetar fisiologicamente sua capacidade de ficar excitado, manter a excitação e atingir o orgasmo.

Não deixe as emoções te dominarem!
Problemas com emoções não são normais e nem frescura, não importa a idade. Busque ajuda com um profissional da saúde.

Se você está deprimido, pode ser difícil estar atento e presente com seu parceiro no momento. Pensamentos e sentimentos negativos podem impedir que seu corpo responda fisicamente.

A fadiga é um sintoma comum da depressão e outro impedimento ao sexo. Quando você está se sentindo exausto, não se sente tão conectado e é difícil ficar entusiasmado com seu parceiro, que então não se sente tão conectado a você. A falta de conexão pode afetar a intimidade, bem como muitos componentes de nossas interações.

Estratégias para Lidar com os Efeitos da Depressão na Vida Sexual

Quebrar este ciclo pode ser difícil. Não há uma abordagem única para todos os casos, mas vamos citar algumas maneiras testadas e comprovadas de tratar com sucesso a depressão de modo a melhorar sua vida sexual.

Tratar a Depressão

Para resolver os problemas da sua vida sexual, é importante tratar a depressão primeiro. O mais importante nesse processo é priorizar a saúde mental e abordar os efeitos colaterais sexuais depois.

Trabalhe com seu Médico

A intensidade dos efeitos colaterais dos medicamentos antidepressivos podem estar associados à dose prescrita. Então, às vezes, simplesmente diminuir a dose vai tratar a depressão sem bloquear o desejo sexual. No entanto, nunca tome decisões por si só, consulte seu médico primeiro.

Altere sua Rotina

Corrigir a química do cérebro apenas com remédios não vai resolver o problema. Algumas coisas precisam ser mudadas através da psicoterapia. Essas mudanças podem ajudar as pessoas a se relacionarem com entes queridos de maneiras novas e empolgantes.

Falar sobre a depressão com seu parceiro, entender as opções de tratamento e explorar novas formas de desfrutar do sexo são medidas que podem ajudar a fortalecer os relacionamentos tensos, dizem os especialistas.

Assista ao vídeo e saiba mais:

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 27 de maio de 2019 e Atualizado em: 30 de agosto de 2022

Compartilhe:


Emoções

Os transtornos emocionais caracterizam-se por disfunções comportamentais e cerebrais, que afetam a saúde psicológica e a qualidade de vida dos pacientes. Distúrbios como depressão, ansiedade, estresse, síndrome do pânico e fobia social estão inclusos nesta categoria. As causas, sintomas, e terapias variam de acordo com a condição. É essencial buscar ajuda especializada para diagnosticar e tratar adequadamente o problema.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 10/05/2024