Responsive image

Diagnóstico e Tratamento da Dor na Cervical

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Dor

Publicado: 11 de janeiro de 2022 | Atualizado: 11 de janeiro de 2022

A Dor na Cervical pode ser debilitante e interferir na vida cotidiana, incluindo na capacidade de dormir, sentir-se produtivo e aproveitar o tempo com amigos e familiares.

Esta condição, também chamada de cervicalgia, é uma dor comum e localizada no pescoço, que pode ser causada por diversos fatores, como doença de degeneração discal, lesão no pescoço, disco herniado ou nervo comprimido.

Neste artigo, saiba mais sobre a Dor na Cervical, suas causas, seus sintomas, seu diagnóstico e tratamento.

Por que a Dor na Cervical Pode Acontecer?

Sua coluna cervical tem um trabalho difícil. Ela segura o peso aproximado de uma bola de boliche o dia todo. Os ossos na parte superior da coluna, junto com os músculos e ligamentos, sustentam a cabeça, que pesa cerca de 4,5 quilos.

Pode ser um equilíbrio delicado. Coisas como dormir mal e má postura podem causar dor na cervical. Cerca de um quarto da população apresenta algum nível de dor na região do pescoço apesar de, geralmente, não ser o sintoma de um problema de saúde mais sério.

Causas e Fatores de Risco

A dor na cervical tende a atingir o pico na meia-idade e é ligeiramente mais comum em mulheres e em pacientes com histórico familiar de problemas relacionados à coluna vertebral.

Fumantes, pacientes com diagnósticos psicológicos, como depressão e ansiedade, e pacientes com estilo de vida sedentário também estão em maior risco.

A dor no pescoço é mais comum em pessoas com mais de 50 anos. Mas, além do envelhecimento, as causas da dor no pescoço são variadas. Entre elas podemos citar:

  • Postura inadequada;
  • Movimento repetitivo;
  • Maus hábitos de sono;
  • Ranger os dentes (bruxismo);
  • Carregar uma bolsa pesada;
  • Nervos comprimidos;
  • Lesões esportivas;
  • Acidentes de carro;
  • Artrite;
  • Infecção;
  • Tumores;
  • Uma vértebra fraturada ou colapsada, que pode estar relacionada à osteoporose;
  • Degeneração, deslizamento ou rompimento dos discos intervertebrais;
  • Fibromialgia;
  • Estreitamentos em sua coluna (estenose espinhal).

Sintomas

A dor na cervical é comumente intensa e pode ser agravada com o movimento do pescoço ou girando a cabeça. Outros sintomas associados incluem:

  • Dormência;
  • Formigamento;
  • Sensibilidade;
  • Dificuldade de deglutição;
  • Tontura;
  • Inchaço dos linfonodos (gânglios linfáticos).

Também pode ser associada às dores de cabeça, na face, no ombro e dormência do braço ou formigamento (parestesias nas extremidades superiores).

Esses sintomas associados são muitas vezes resultado de nervos sendo comprimidos no pescoço. Dependendo da condição, a dor no pescoço pode ser acompanhada de dor nas costas.

Diagnóstico

Para um diagnóstico da causa da dor cervical, é importante saber a história dos sintomas. O médico avalia a localização, intensidade, duração, irradiação da dor e as posições de agravamento ou alívio da dor. O pescoço é examinado em repouso e em movimento.

A sensibilidade é detectada durante a palpação do pescoço. Um exame do sistema nervoso pode ser realizado para determinar se a compressão de nervos está ou não presente.

Testes adicionais podem incluir avaliação de raios-X, tomografia computadorizada, ressonância magnética e testes eletrofisiológicos, como eletromiografia (EMG) e teste de velocidade de condução nervosa (NCV).

Tratamento

Os tratamentos para a dor na cervical variam dependendo da causa e da duração da dor que você está sentindo. Muitos pacientes encontram alívio ao realizar uma dessas terapias. Outros podem necessitar de uma combinação delas. Os tratamentos mais comuns incluem:

  • Descanso;
  • Aplicação de compressa quente ou fria;
  • Tração;
  • Fisioterapia (ultrassom, massagem, manipulação);
  • Injeções locais de cortisona ou anestésicos;
  • Cremes anestésicos tópicos;
  • Relaxantes musculares;
  • Analgésicos;
  • Acupuntura.

Em casos extremos, procedimentos cirúrgicos também são considerados. Remédios caseiros para o tratamento, como relaxamento em água, exercícios, travesseiros adequados para dormir e almofadas quentes, podem ser muito benéficos para o alívio de algumas formas da cervicalgia.

Existem muitas opções de tratamento dependendo do problema específico do pescoço e das experiências de tratamento anteriores. Se você sente dor na cervical, procure o neurologista de sua confiança.

Assista o vídeo a seguir e saiba mais sobre o diagnóstico e tratamento da dor na cervical:

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 3 de abr de 2018 e Atualizado em: 11 de jan de 2022

Compartilhe:


Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 10/05/2024