Responsive image

Dieta Mediterrânea e Maior Volume Cerebral

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Memória / Alzheimer

Publicado: 9 de fevereiro de 2021 | Atualizado: 22 de julho de 2021

Dieta Mediterrânea e Maior Volume Cerebral. Há evidências crescentes de que uma dieta saudável é importante para a saúde cognitiva. Esses benefícios têm sido frequentemente atribuídos a nutrientes importantes presentes em dietas saudáveis, como vitaminas e ácidos graxos ômega-3, que desempenham papéis importantes no suporte da função das células cerebrais e no controle da inflamação.

Um estudo publicado na revista Neurology relatou que uma dieta de melhor qualidade também está associada a maiores volumes de tecido cerebral. Continue a leitura e saiba mais sobre este estudo e suas descobertas.

Dieta Mediterrânea e Maior Volume Cerebral

Uma maior ingestão de vegetais, frutas, grãos inteiros, nozes, laticínios e peixes, e uma menor ingestão de bebidas contendo açúcar foram associadas a maiores volumes cerebrais.

Teste de auto-percepção de memória
Tire suas dúvidas em relação a sua memória e faça o teste PDQ-5 de auto percepção de memória.

Pessoas que seguem uma dieta saudável podem ter maior probabilidade de ter outros hábitos saudáveis ​​que podem promover a saúde do cérebro, como exercícios físicos e envolvimento cognitivo.

Realização do Estudo

Um grupo com mais de 400 escoceses, por volta dos 70 anos, foi acompanhado por 06 anos.

Eles foram divididos em grupos de baixa adesão à dieta mediterrânea e de alta adesão à dieta mediterrânea.

Eu, minha memória e meus medos...
Conheça a história de uma mãe e filha que enfrentam diversos problemas relacionados a memória. Baixe o e-book e aprenda com elas o que deve ser feito para lidar com o Alzheimer.

Foram feitos testes psicológicos e Ressonâncias Magnéticas Estruturais no início do acompanhamento, com 03 anos e 06 anos.

As pessoas foram separadas em grupos pelo questionário Scottish Collaborative Group Food Frequency Questionnaire (FFQ), que classificava as pessoas de 0-4 como baixa adesão à dieta e de 5-9 como de alta adesão à dieta.

O que foi encontrado após os 06 anos foi que os cérebros de quem tinha uma boa adesão à dieta tinham volume significativamente maior em relação à quem não tinha adesão à dieta.

Anda muito esquecido ultimamente?
Não ignore os problemas de memória, eles podem ser mais sérios do que parecem. Agende uma consulta na Clínica Regenerati e evite um possível Alzheimer.

A associação com dieta mediterrânea e maior volume cerebral foi tão expressivo, que mesmo quando foram feitos ajustes por idade e sexo (P = 0,02), assim como para outros fatores, como índice de massa corporal, diabetes, função cognitiva e escolaridade (P = 0,04), ainda sim a correlação era positiva.

Discussão

A dieta mediterrânea consiste em grande quantidade de hortaliças, frutas, cereais, azeite de oliva e legumes, uma quantidade moderada de peixe e baixa ingestão de carne vermelha.

Como nenhum participante do estudo teve diagnóstico de Alzheimer ou de demência, não é possível afirmar que a dieta tenha efeito protetor para estas doenças.

Mas como já foi demonstrado, associação positiva com dieta mediterrânea e maior volume cerebral, dieta mediterrânea e melhora da função cognitiva, e dieta mediterrânea e menor número de AVC, é plausível pensar que a dieta mediterrânea esteja relacionada com menor incidência de demência e de Alzheimer.

Interessantemente, o maior consumo de peixes ou o menor consumo de carne vermelha não respondem sozinhos pelos resultados, sugerindo que toda a gama de outros alimentos e a falta de alimentos processados, e tudo em conjunto seja realmente efetivo.

Um possível viés do estudo é o fato de as pessoas que praticam uma dieta saudável também têm maior tendência a se exercitar, a não fumar, a evitar a obesidade e têm outros elementos de boa saúde em geral. E não há como controlar isso totalmente nestes tipos de análise.

“Cada vez mais temos evidências de que alimentos não processados, menor quantidade de carboidratos, maior ingestão de óleos poli-insaturados, são benéficos para saúde como um todo e principalmente para o cérebro.”

“É até fácil pensar que a dieta mediterrânea e um maior volume cerebral tem associação, pois com ela estamos fornecendo maior quantidade de matéria-prima para neurônios do cérebro”, comenta o neurologista Dr. Willian Rezende do Carmo, CRM 160.140.
.
Com base nesse estudo, o tamanho do cérebro pode ser determinado pela qualidade geral da dieta e não por um alimento ou uma bebida específica, por isso é importante fazer uma dieta saudável e balanceada com muitos vegetais, frutas, peixes e legumes, e baixos níveis de alimentos processados ​​e açúcares.

Referência:

Artigo Publicado em: 29 de jan de 2017 e Atualizado em: 09 de fev de 2021

Compartilhe:


Memória / Alzheimer

A Doença de Alzheimer é uma enfermidade incurável e progressiva. A maioria das vítimas são pessoas idosas. A doença apresenta sintomas como perda de funções executivas e cognitivas (como a memória), causada pela morte de células cerebrais. O objetivo do tratamento é aliviar os sintomas existentes, retardando a evolução da doença. Os tratamentos indicados são divididos em farmacológicos e os não-farmacológicos.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 10/05/2024