Responsive image

Depressão na Terceira Idade – Cuidados no Tratamento

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Emoções

Publicado: 16 de maio de 2023 | Atualizado: 16 de maio de 2023

Depressão na Terceira Idade. A depressão é uma condição de saúde mental que pode afetar pessoas de todas as idades. Às vezes, os idosos podem pensar que os sintomas de depressão ocorrem devido à idade, aos problemas de saúde ou à demência.

Algumas pessoas mais velhas preferem não falar sobre depressão, sentem vergonha ou não gostam de admitir que não estão lidando com a situação. Infelizmente, isso pode fazer com que não procurem ajuda ou atrasem a avaliação e o tratamento por muito tempo.

Mas a depressão é uma condição altamente tratável, inclusive na terceira idade. Continue a leitura deste artigo para saber mais.

Teste de Depressão (PDQ-9)
Esse teste é adaptado do PDQ-9 para quantificação do grau de depressão

Depressão na Terceira Idade

As pessoas que desenvolvem depressão quando têm mais de 60 anos, geralmente, têm outras condições médicas. É incomum que alguém com boa saúde desenvolva depressão pela primeira vez quando tem mais de 60 anos – mas isso pode acontecer com algumas pessoas.

É importante lembrar que nem todos os idosos ficam deprimidos e, só porque você é mais velho, não precisa aceitar que ficará deprimido ou que sua depressão não pode ser tratada.

Causas

As 3 principais causas de depressão em idosos são:

Crise de pânico - Como reconhecer e ter controle
Este livro contém elementos para reconhecer uma crise de pânico e técnicas para como se controlar quando isso acontecer

Problemas de Saúde Física

A doença física pode causar depressão direta e indiretamente. Condições médicas como deficiências de vitaminas, câncer, doenças da tireoide e até infecções podem alterar a maneira como seu corpo funciona e, portanto, causar depressão.

Outras condições médicas que tornam mais difícil para você lidar sozinho – como artrite e mobilidade reduzida – podem significar que precisa pedir mais ajuda de outras pessoas.

A perda de independência e dignidade, às vezes, também pode causar depressão. Às vezes, os medicamentos que você toma podem desempenhar um papel na depressão, especialmente medicamentos para pressão arterial, esteróides e analgésicos.

Não deixe as emoções te dominarem!
Problemas com emoções não são normais e nem frescura, não importa a idade. Busque ajuda com um profissional da saúde.

Isolamento Social

Às vezes, as pessoas podem ficar isoladas de seus amigos, familiares ou comunidades à medida que envelhecem. Isso pode ser devido ao falecimento de amigos e colegas, ou porque eles acham mais difícil se locomover para visitar as pessoas.

A pandemia do COVID-19 causou transtornos para muitas pessoas, que podem ter ficado longe de amigos e familiares por muito tempo, levando a um risco aumentado de depressão.

Perda na Velhice

As pessoas mais velhas tendem a experimentar períodos intensos de perda à medida que envelhecem. Isso pode ser a perda de familiares ou amigos, e também pode envolver a perda de sua saúde, de seus animais de estimação ou de sua casa.

Embora algumas pessoas lidem bem com essas circunstâncias difíceis, a experiência de perdas repetidas, às vezes, pode causar depressão.

Sinais e Sintomas

Os sinais de depressão em idosos são diferentes daqueles observados em adultos mais jovens e crianças. As pessoas mais velhas são menos propensas a falar sobre os sintomas emocionais da depressão, como sentir-se deprimido ou desinteressado em atividades.

Isso pode ser devido aos antigos estigmas em torno da saúde mental ou porque as pessoas, às vezes, acham difícil admitir que não estão lidando sozinhas.

As pessoas mais velhas podem apresentar sintomas físicos, mas você pode não perceber que suas queixas físicas são sinais de depressão. Estes podem incluir:

  • Tontura;
  • Dores;
  • Perda de peso;
  • Dificuldade em dormir ou manter o sono.

A perda de memória também pode ser um sinal de depressão e, se for esse o caso, o tratamento para depressão pode ajudar a melhorar sua memória.

Às vezes, as pessoas mais velhas ou próximas a elas notam mudanças no comportamento, o que pode ser um sinal de depressão. Esses incluem:

  • Não sair de casa;
  • Não gostar das coisas que antes gostavam de fazer;
  • Não comer;
  • Beber mais bebidas alcoólicas do que o normal;
  • Acumular itens sem importância.

Outro sinal de depressão é pensar muito no fim da vida. Você pode se ver doando bens pessoais, mudando seu testamento ou falando muito sobre a morte. Isso pode ser um sinal de pensamentos suicidas e deve ser levado muito a sério.

Como Ajudar uma Pessoa Idosa com Depressão

Se acha que uma pessoa mais velha que você conhece pode estar sofrendo de depressão, pode ajudá-la discutindo o assunto com ela e apoiando-a.

Muitos idosos sentem um estigma associado à depressão e podem pensar que é uma fraqueza pessoal e não uma condição médica. Você pode incentivá-los a falar com o médico e explicar que ser mais velho não significa que a depressão não possa ser tratada.

A solidão é uma das principais causas de depressão para os idosos. Reservar um tempo para conversar com eles ou agendar uma visita pode ajudar a reduzir o isolamento social e a prevenir a depressão.

Tratamento

Seu médico pode ajudar a construir um plano de tratamento de saúde mental que inclua uma variedade de estratégias de tratamento. A idade avançada não torna os tratamentos para depressão menos eficazes.

Seu médico pode recomendar tratamentos físicos para a depressão. Alguns medicamentos antidepressivos que funcionam para idosos podem ser muito eficazes, especialmente para pessoas com depressão grave.

A terapia eletroconvulsiva (ECT) só é usada para tratar alguns tipos de depressão graves se os medicamentos não tiverem ajudado ou se os sintomas forem graves.

A psicoterapia, como a terapia cognitivo-comportamental (TCC), é popular, comprovada e uma intervenção eficaz para a depressão. Se tiver dificuldades auditivas, problemas de visão ou outras necessidades, informe o seu terapeuta para que ele possa adaptar o seu tratamento.

Terapias alternativas e complementares também podem ser úteis para idosos com depressão leve ou moderada. Experimente:

  • Passar tempo com amigos, família ou comunidade;
  • Ser fisicamente ativo, sozinho ou em grupo;
  • Participar de musicoterapia projetada para pessoas com depressão.
Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhe:


Emoções

Os transtornos emocionais caracterizam-se por disfunções comportamentais e cerebrais, que afetam a saúde psicológica e a qualidade de vida dos pacientes. Distúrbios como depressão, ansiedade, estresse, síndrome do pânico e fobia social estão inclusos nesta categoria. As causas, sintomas, e terapias variam de acordo com a condição. É essencial buscar ajuda especializada para diagnosticar e tratar adequadamente o problema.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2021 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 08/04/2024