Neurologista - Dr. Willian Rezende

Tratamento Doença de Parkinson – Perspectivas


A evolução da Doença de Parkinson (DP) atinge cada pessoa de forma única. Embora ainda não seja possível prever como e quando cada um dos sintomas da doença se manifestará, já alcançamos uma grande evolução no tratamento do Parkinson.

Tratamento Doença de Parkinson – Perspectivas

A evolução natural da doença, que ocorria antigamente sem que nada pudesse ser feito para interferir no processo, hoje pode ser postergada. Tratamentos modernos aliviam os sintomas, controlam a evolução da doença e permitem manter os pacientes em atividade, com qualidade de vida.

Temos perspectivas excelentes, tanto de novos medicamentos que vão chegar para tratar os sintomas da DP como medicamentos de ação prolongada, medicamentos de infusão contínua (administração ininterrupta de medicamento em tempo superior a uma hora) e novas formas e apresentações de levodopa para ação rápida.

Existem diversos estudos sendo realizados em vários âmbitos a fim de estagnar a Doença de Parkinson:

  • Pesquisa de anticorpos monoclonais contra a proliferação da proteína alfa-sinucleína, tem como objetivo utilizar os anticorpos monoclonais para destruir as alfa-sinucleínas doentes impedindo-as de causar o dano neuronal que ocorre na DP;
  • Outro estudo nessa mesma linha diz que a imunoterapia é uma das abordagens mais desenvolvidas nessa direção. A vacinação contra a amilóide-beta, alfa-sinucleína ou tau tem sido extensamente explorada, pois desde a descoberta de que estas proteínas podem se propagar de célula para célula e serem acessíveis a anticorpos quando incorporadas na membrana plasmática ou no espaço extracelular, tratamentos com anticorpos se tornaram mais promissores.
  • Um estudo pequeno com um medicamento para câncer já apresenta uma resposta promissora e já desencadeou o início de um estudo maior com esse mesmo medicamento;
  • Estudos estão comprovando que medicamentos como a doxiciclina poderão inibir a forma da agregação da alfa-sinucleína;
  • Estudos pesquisam medicamentos que podem atuar no aminoácido NMDA, que atua na inflamação/disfunção do neurônio;
  • Pesquisas pretendem atuar no processo inflamatório que existe da doença no cérebro, impedindo essa inflamação e diminuindo o processo degenerativo.

Ou seja, a perspectiva para o tratamento da Doença de Parkinson é muito boa. Em pouco tempo poderão existir vários outros tratamentos que possam modificar a história natural da doença, representando uma grande evolução no tratamento.

Referências

1 – Immunotherapeutic Approaches Targeting Amyloid-β, α-Synuclein, and Tau for the Treatment of Neurodegenerative Disorders
https://link.springer.com/article/10.1007/s13311-015-0397-z

2 – Anti-Human α-Synuclein N-Terminal Peptide Antibody Protects against Dopaminergic Cell Death and Ameliorates Behavioral Deficits in an AAV-α-Synuclein Rat Model of Parkinson’s Disease
http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0116841

Tratamento Doença de Parkinson – Perspectivas
5 99.29% 28
Compartilhe

Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição neurológica crônica e progressiva, resultante da degeneração das células responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos, entre outras funções. Seus sintomas costumam afetar o movimento, e o diagnóstico é feito com base no histórico do paciente, avaliação dos sintomas e alguns exames. O tratamento deve ser individualizado, e comumente exige uma abordagem interdisciplinar.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *