Responsive image

Tratamento da Hipertensão é um Desafio

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: AVC, Conteúdos, Neurologia Geral

Publicado: 16 de dezembro de 2015 | Atualizado: 9 de novembro de 2021

Tratamento da Hipertensão é um Desafio: A hipertensão, ou pressão arterial elevada, é uma das doenças mais prevalentes na atualidade. Mais de 1 bilhão de pessoas apresentam atualmente pressão arterial acima do nível aceitável.

Tratamento da Hipertensão é um Desafio

As autoridades de saúde e os especialistas de todo o mundo concordam que o controle da hipertensão, por quaisquer métodos disponíveis, tem impacto significativo em reduzir as chances de morte precoce por Doenças Cardiovasculares.

Até agora, as sociedades de cardiologia recomendavam manter a pressão sistólica, a máxima medida, abaixo de 140 mm de mercúrio. Mas um estudo chamado Systolic Blood Pressure Intervention Trial (SPRINT) vem provocando muito alvoroço entre as entidades médicas.

O estudo foi publicado na revista New England Journal of Medicine e pode ter grande impacto no modo de tratar a hipertensão.

 

SPRINT

Tratamento da Hipertensão é um Desafio

O SPRINT é um estudo extenso, realizado em 102 centros nos Estados Unidos, que avaliou 9.361 pacientes, com idade mínima de 50 anos, uma pressão sistólica (pressão máxima) entre 130 e 180 mmHg, e portadores de alto risco cardiovascular, como infarto do miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Os pacientes foram sorteados para dois grupos: um recebeu tratamento convencional, com o objetivo de manter a pressão sistólica menor do que 140 mmHg e o outro grupo denominado de tratamento intensivo, com pressão sistólica forçada abaixo de 120 mmHg.

 

Resultados Evidenciaram uma Maior Proteção

Após um período médio de três anos, os resultados evidenciaram uma maior proteção e um melhor desfecho no grupo do Tratamento da Hipertensão Intensivo, que apresentou menores taxas de eventos cardiovasculares fatais e não fatais e uma melhor sobrevida, com redução da mortalidade.

A redução dos eventos cardiovasculares para o grupo de tratamento intensivo foi de 25% em relação ao tratamento convencional. Esses resultados reafirmam a necessidade de combater e controlar os níveis de pressão arterial sistólica, principalmente na população mais idosa. O estudo tem potencial para reduzir significativamente a incidência de doenças Cardiovasculares e Acidentes Vasculares Cerebrais – AVC.

“A redução dos eventos cardiovasculares para o grupo de tratamento intensivo foi de 25% em relação ao tratamento convencional. Esses resultados reafirmam a necessidade de combater e controlar os níveis de pressão arterial sistólica, principalmente na população mais idosa. O estudo tem potencial para reduzir significativamente a incidência de doenças cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais”, afirma o Neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

Fontes e Referências
Compartilhe:


AVC

Popularmente conhecido como AVC, o Acidente Vascular Cerebral pode ser definido como o surgimento de um déficit neurológico súbito, causado por um problema nos vasos sanguíneos do sistema nervoso central. Dividido em dois subtipos, isquêmico e hemorrágico, o AVC pode ser evitado com a prática regular de exercícios físicos, alimentação saudável, abandono dos hábitos de fumar e ingerir álcool frequentemente.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2021 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 05/04/2024