Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


Conheça a Relação entre AVC e Demência

Categorias: AVC, NOTÍCIAS




Conheça a Relação entre AVC e Demência

Publicado: 15/04/19 | Atualizado: abril 15, 2019

A demência vascular é um declínio nas habilidades de raciocínio, causada pela doença cerebrovascular, condição na qual os vasos sanguíneos do cérebro são lesionados assim como o tecido cerebral, privando as células cerebrais de oxigênio e nutrientes vitais.

AVC e Demência Vascular

A demência vascular é um dos tipos mais comuns desta condição, logo após a demência causada pela doença de Alzheimer, que é responsável por cerca de 15% dos casos. No entanto, ao contrário da doença de Alzheimer, não existem tratamentos específicos legais para a demência vascular.

O progresso na especialidade tem sido difícil devido às incertezas sobre a classificação de doenças e critérios diagnósticos, contradições sobre a natureza exata da relação entre patologia cerebrovascular e comprometimento cognitivo, além da escassez de tratamentos ​​provados.

Relação entre AVC e Demência – Saiba Mais

Um fluxo sanguíneo inadequado é capaz de matar qualquer tipo de célula em qualquer lugar do corpo. No entanto, o cérebro é especialmente vulnerável por sua riqueza de vasos sanguíneos.

Na demência vascular, as alterações nas habilidades de pensamento às vezes ocorrem subitamente, após um AVC bloquear os principais vasos sanguíneos cerebrais. Os problemas de pensamento também podem começar como mudanças leves que pioram gradualmente, como resultado de mini AVCs ou outras condições que afetam os vasos sanguíneos menores, levando a danos cumulativos.

As alterações cerebrais vasculares coexistem frequentemente com alterações associadas a outros tipos de demência, como doença de Alzheimer e a demência com corpos de Lewy. Vários estudos descobriram que as alterações vasculares e outras anomalias cerebrais podem interagir de modo a aumentar a probabilidade do diagnóstico de demência.

Relação entre AVC e Demência – Fatores de Risco

O avanço da idade é um importante fator de risco para comprometimento cognitivo vascular ou demência. Além desse, existem outros fatores de risco, os mesmos que aumentam o risco de problemas cardíacos, derrames e outras doenças que afetam os vasos sanguíneos.

Muitos desses fatores vasculares também aumentam o risco da doença de Alzheimer. Entre eles, podemos citar:

  • Fumar;
  • Manter a pressão arterial, colesterol ou açúcar no sangue fora dos limites recomendados;
  • Ter hábitos de alimentação não saudáveis;
  • Sedentarismo;
  • Estar acima do peso;
  • Abusar do consumo de álcool.

Relação entre AVC e Demência – Sintomas

Os sintomas de demência vascular podem variar bastante, dependendo da gravidade do dano nos vasos sanguíneos e da parte do cérebro afetada. A perda de memória pode (ou não) ser um sintoma significativo, dependendo das áreas do cérebro onde o fluxo sanguíneo foi reduzido.

Os sintomas podem ser mais evidentes logo após um derrame grave. Mudanças repentinas no pensamento e na percepção após o AVC podem incluir:

  • Confusão;
  • Desorientação;
  • Problema para falar ou entender a fala;
  • Perda de visão.

Essas alterações podem ocorrer simultaneamente a outros sintomas de AVC mais conhecidos, como dor de cabeça repentina, dificuldade para andar e dormência ou paralisia em um dos lados do rosto ou do corpo.

Relação entre AVC e Demência – Tratamento

Ainda não existem medicamentos específicos para o tratamento dos sintomas de demência vascular. No entanto, alguns medicamentos utilizados para tratar Alzheimer também oferecem benefícios para essa condição.

Além disso, o controle dos fatores de risco é essencial para o tratamento. Há evidências de que o tratamento dos fatores de risco pode melhorar os resultados, e até mesmo adiar ou evitar um declínio ainda maior.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26595643


AVC

Popularmente conhecido como AVC, o Acidente Vascular Cerebral pode ser definido como o surgimento de um déficit neurológico súbito, causado por um problema nos vasos sanguíneos do sistema nervoso central. Dividido em dois subtipos, isquêmico e hemorrágico, o AVC pode ser evitado com a prática regular de exercícios físicos, alimentação saudável, abandono dos hábitos de fumar e ingerir álcool frequentemente.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , , , , , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.



Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!


Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 26/11/2019