Neurologista - Dr. Willian Rezende

O que é Hipotensão Ortostática


A Hipotensão Ortostática (HO) é definida como uma redução sustentada da pressão arterial sistólica (pressão do sangue no momento da contração do coração) ou diastólica (se opõe à sistólica e é influenciada pela resistência dos vasos à passagem do sangue) em até 3 minutos após uma pessoa levantar-se ou então ao inclinar a cabeça em pelo menos 60º. Causa tonturas e aumenta o risco de queda em pacientes idosos.

Hipotensão Ortostática

Diagnóstico

O diagnóstico é realizado ao aferir a pressão arterial (PA) e a frequência cardíaca em momentos diferentes (deitado, sentado e em pé – após 1 e 3 minutos). As medidas mais coerentes e consistentes são aquelas obtidas pela manhã (quando os pacientes são mais sintomáticos).

Uma queda repentina da pressão arterial sistólica (PAS) é mais apropriada para definir a hipotensão ortostática quando em pacientes com hipertensão arterial. A magnitude da queda na pressão arterial depende da pressão arterial basal, portanto, a queda da PA na hipotensão ortostática é maior em pacientes com hipertensão arterial.

Estudos demonstram que um declínio na pressão arterial sistólica é um fator de risco para quedas, especialmente em pacientes idosos e com hipertensão.

Medidas simultâneas da frequência cardíaca são importantes, uma vez que a ausência do aumento adequado da frequência cardíaca compensatória é tipicamente de hipotensão ortostática neurogênica (uma forma patológica de HO causada por doenças do sistema nervoso central ou periférico).

Por outro lado, taquicardia exagerada (maior que 15 batimentos por minuto) sugere desidratação, redução de volume de sangue ou outras condições transitórias em vez de HO neurogênica. No entanto, nos idosos a aceleração cardíaca é menos útil como ferramenta de diagnóstico devido a uma redução relacionada à idade na sensibilidade barorreflexa (células nervosas que fazem a pressão arterial diminuir até o valor normal).

Sintomas da Hipotensão Ortostática

Os sintomas típicos de HO são:

  • Tontura;
  • Tontura imediatamente após levantar-se;
  • Visão Fraca, turva ou de “túnel” (perda da visão periférica);
  • Dor na parte de trás do pescoço e ombros;
  • Fadiga;

Classicamente, os sintomas nunca devem ocorrer enquanto a pessoa estiver deitada de barriga para cima (decúbito dorsal), são mais proeminentes quando em pé e devem ser aliviados deitando-se. HO, detectada durante a avaliação do paciente, pode ser assintomática, especialmente em pacientes com autoregulação cerebral intacta, mas o paciente ainda deve ser considerado como em risco em relação a  quedas e síncope.

Saiba mais sobre o assunto, assistindo a este vídeo:

Referências:

1 – Evaluation and treatment of orthostatic hypotension. Cyndya Shibao, MD, Lewis A. Lipsitz, MD, and Italo Biaggioni, MD. On behalf of the American Society of Hypertension Writing Group. J Am Soc Hypertens. 2013 Jul-Aug; 7(4): 317–324. Published online 2013 May 27. Doi: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3769179/

2 – “Subclinical” Orthostatic Hypotension Is Associated With Dizziness in Elderly Patients With Parkinson Disease. Machteld E. Hillen, Mary L. Wagner, PharmD, Jacob I. Sage, MD. Arch Phys Med Rehabil Vol77, July 1996. http://www.archives-pmr.org/article/S0003-9993(96)90013-1/pdf

O que é Hipotensão Ortostática
5 100% 14
Compartilhe:

Deixe um Comentário