Neurologista - Dr. Willian Rezende

Medicamentos Naturais para Insônia


Se sua insônia não está te deixando pegar no sono e você quer voltar a dormir bem, mas não deseja tomar medicamentos sintéticos, talvez tenhamos a solução. Neste artigo, citaremos alguns medicamentos naturais para insônia.

Medicamentos Naturais para Insônia – A Definição de Insônia

Para solucionar seus problemas de insônia, é necessário entender o que está acontecendo com o seu corpo. A insônia é a dificuldade em adormecer, permanecer dormindo ou ter um sono reparador, mesmo quando a pessoa tem tempo suficiente para dormir.

Ela ocorre quando existe uma demora de trinta minutos ou mais para pegar no sono, contando a partir do momento que a pessoa realmente se propõe a dormir.

Além dessa definição, a pessoa que dorme menos que seis horas por noite no total, mesmo que ela durma bem, também pode ser considerada portadora da doença. Acordar várias vezes durante a noite, de modo a atrapalhar uma boa noite de sono, também é insônia.

Caso a pessoa apresente um ou mais desses sintomas, ocorrendo cerca de três vezes na semana por três meses ou mais, quer dizer que essa pessoa tem insônia crônica (um dos graus mais graves e perigosos da doença).

Pessoas com insônia podem sentir que seu sono, quando existe, não tem o efeito esperado e geralmente apresentam um ou mais dos seguintes sintomas:

  • Fadiga;
  • Falta de energia;
  • Sonolência diurna;
  • Sensação geral de mal estar (mental e físico);
  • Dificuldade de concentração;
  • Alterações de humor;
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Diminuição do desempenho no trabalho ou na escola.

Medicamentos Naturais para Insônia

Infelizmente, na internet existem milhares e milhares de indicações, mas a grande maioria delas não é fundamentada e estas soluções milagrosas e mirabolantes para pessoas que têm insônia são um problema. Por isso, siga esta lista de remédios naturais que tem benefícios realmente comprovados.

Chá de Camomila

Segundo estudos, o chá de camomila é um sedativo leve, 2 a 3 saquinhos podem ajudar. Não há necessidade de fazer o concentrado, pois não tem contraindicação ao uso contínuo. Além disso, o chá também pode ajudar a amenizar crises de ansiedade.

Valeriana

A raiz da flor valeriana ou o extrato de valeriana é utilizado para tratar ansiedade há mais de 2000 anos. Segundo uma revisão de estudos, mostrou-se eficaz em ajudar a iniciar o sono de maneira mais rápida e a ter um sono mais profundo e com menos despertares, em insônias leve e moderada.

Ela pode dar dor de cabeça matinal e náuseas matinais. A valeriana interage com o álcool. Recomenda-se iniciar com doses baixas e depois aumentar. É segura para ser usada sem supervisão por até 6 semanas.

Kava

É da família da pimenta. Tem um pequeno estudo mostrando eficácia no combate a insônia, quando comparada ao placebo em pacientes com insônia de leve a moderada intensidade. Tem maior eficácia na de leve intensidade.

Como esta é metabolizada no fígado, não é recomendada para uso conjunto com álcool e com estatinas (medicamentos para colesterol).

Flor do Maracujá ou Extrato de Maracujá

É benigno, tem um poder sedativo leve e pode ser utilizado a longo prazo. Não tem contraindicações ao uso prolongado.

Melatonina

Serve para regularizar o ciclo sono vigília. Especialmente boa para quem sempre perde a hora de dormir na frente da tela do computador, celular ou tablet.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29356580#

Compartilhe

Insônia

A insônia caracteriza-se pela dificuldade em adormecer, em permanecer dormindo (manutenção do sono) ou não conseguir ter um sono reparador. Esta condição é caracterizada com base em sua duração, e pode ser classificada em aguda ou crônica, e em primária ou secundária. A insônia é muito impactante para diversas funções do organismo, e seu tratamento pode incluir componentes comportamentais e psicológicos.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *