Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


Dor nos Olhos – Causas e Tratamentos

Categorias: Conteúdos, Dor




Dor nos Olhos – Causas e Tratamentos

Publicado: 24/11/20 | Atualizado: novembro 24, 2020

A Dor nos Olhos, ou dor ocular pode afetar um ou ambos os olhos. Pode ser causada por várias condições e fatores, incluindo lesões oculares, infecções bacterianas ou virais e irritação de causas ambientais.

Neste artigo, saiba mais sobre a Dor nos Olhos, suas Causas e formas de Tratamento.

O que é Dor nos Olhos?

A dor nos olhos pode ser aguda ou latejante e pode afetar um ou ambos os olhos. A dor ocular é mais séria do que a simples irritação que se sente por um pedaço de sujeira ou um pequeno objeto estranho no olho. Nesses casos, o desconforto desaparece assim que o objeto estranho é removido.

O tipo de dor ocular discutido aqui é mais intenso e duradouro, e pode ser acompanhado por outros sintomas. Algumas dores nos olhos podem ser um sinal de um problema de saúde ou de uma lesão latente, e devem ser levadas ao conhecimento de um médico o mais rápido possível.

Causas

A dor ocular pode ser causada por várias condições e fatores:

  • Infecção bacteriana ou viral;
  • Lentes de contato sujas, mal ajustadas ou lentes de contato decorativas;
  • Reações alérgicas ao pólen ou a animais;
  • Irritação por: fumaça de cigarro, poluentes atmosféricos, cloro em uma piscina ou outras toxinas;
  • Inchaço ou inflamação dos olhos;
  • Aumento na pressão ocular;
  • Celulite: Inflamação do tecido abaixo da superfície da pele;
  • Conjuntivite: Uma infecção ou uma reação alérgica na conjuntiva, as membranas mucosas que revestem as pálpebras internas e a superfície dos globos oculares;
  • Inflamação Orbital: Afeta a órbita do olho, fazendo com que o olho ou a pálpebra inchem, dificultando o movimento adequado dos olhos.

Condições e Sintomas Associados

  • Condições Alérgicas: Decorrem de uma reação alérgica a um alérgeno transportado pelo ar. Não são contagiosos. Causam coceira, olhos vermelhos e lacrimejantes;
  • Laceração da córnea: Um corte na córnea, geralmente causado por um objeto pontiagudo que atingiu o olho ou algo que atingiu o olho com força. Uma laceração pode rasgar parcial ou totalmente o globo ocular;
  • Úlcera da córnea: Uma ferida aberta na córnea, causada por: infecção, olho seco grave ou outras condições;
  • Olho seco: Falta de umidade nos olhos, levando à sensação de um objeto estranho no olho, sensibilidade à luz, lacrimejamento e, às vezes, vermelhidão. As causas incluem o uso de lentes de contato, uso de certos medicamentos (como anti-histamínicos, betabloqueadores, opiáceos e antidepressivos tricíclicos), doenças, lesões ou fatores ambientais (como ar condicionado);
  • Distrofia de Fuchs: Uma doença ocular em que as células nas camadas superiores da córnea morrem, causando acúmulo de líquido, olhos inchados e visão turva;
  • Ceratite: Uma infecção da córnea resultante de lesão ou do uso de lentes de contato. A infecção pode ser causada por: fungo, bactéria, vírus do herpes ou exposição intensa à radiação ultravioleta (como na cegueira da neve ou no olho do soldador). Se não for tratada, pode ocorrer cegueira.

Outras Condições

  • Glaucoma: Acúmulo de líquido na parte frontal do olho, causando pressão que danifica o nervo óptico. Esta é a principal causa de cegueira em pessoas com mais de 60 anos;
  • Glaucoma primário de ângulo aberto: O fluido não drena do olho normalmente. Esse tipo de glaucoma raramente causa dor nos olhos;
  • Glaucoma de ângulo fechado: A íris está muito próxima ao ângulo de drenagem do olho, potencialmente bloqueando a drenagem adequada. O glaucoma de ângulo fechado causa dor com mais frequência do que outros tipos de glaucoma;
  • Hifema: O sangue se acumula entre a córnea e a íris, geralmente, devido a um ferimento que causa laceração na íris ou na pupila do olho;
  • Paralisia microvascular dos nervos cranianos: O fluxo sanguíneo para os nervos que controlam o movimento dos olhos é bloqueado. Como resultado, o movimento normal dos olhos não é possível e pode resultar em visão dupla. É frequentemente encontrado em pessoas com diabetes ou com hipertensão;
  • Neurite óptica: Inchaço do nervo óptico, o nervo que transporta sinais luminosos para a parte posterior do olho e depois para o cérebro para processamento de imagens visuais. A neurite óptica pode ser uma doença auto-imune e é frequentemente encontrada em pessoas que tiveram doenças causadas por vírus, como caxumba, sarampo, gripe ou esclerose múltipla;
  • Uveíte: Inflamação da camada média do globo ocular (a úvea). Os danos ao tecido ocular podem ser graves, levando à cegueira.

Tratamento

Geralmente, a dor nos olhos é tratada, primeiro, determinando-se a causa da dor e depois tratando essa causa. Os medicamentos para a dor geralmente não são necessários:

  • Colírio que reduz a inflamação (corticosteroides) ou que dilata a pupila do olho para reduzir a dor e o inchaço;
  • Colírios antibióticos, antifúngicos ou antivirais, quando a causa for uma infecção;
  • Medicamentos orais não narcóticos para reduzir a dor ou os sintomas de alergia.

Recomendações

  • Use uma toalha ou um lenço de papel limpo sempre que limpar o rosto ou os olhos;
  • Lave as mãos com frequência, principalmente depois de tossir, de espirrar ou de usar o banheiro;
  • Mantenha as mãos e os dedos longe dos olhos;
  • Evite o uso de lentes de contato quando os olhos estiverem infectados;
  • Não use maquiagem quando os olhos estiverem infeccionados.

Em casos de lesão ocular:

  • Procure atendimento médico o mais rápido possível;
  • Coloque suavemente uma proteção sobre o olho até receber atenção médica;
  • A menos que tenha ocorrido uma lesão química, não enxágue com água;
  • Não tente remover um objeto preso no olho;
  • Não esfregue ou aplique pressão nos olhos.

Saiba mais sobre a dor nos olhos, assistindo ao nosso vídeo:

Referência: Mayo Clinic

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 07/01/2021