Neurologista - Dr. Willian Rezende

Distonia Tarefa Específica – Cãibra do Escrivão


A distonia tarefa específica é uma doença relacionada a movimentos repetitivos, que resultam em contrações musculares involuntárias.

Tipos de Distonia Tarefa Específica

Existem várias tipos de distonia, sendo que as mais famosas e que recebem mais atenção, são:

  • distonia cervical: a pessoa que tem esse tipo de distonia fica repetindo o movimento de ‘virar’ o pescoço;
  • distonia da mão: é muito comum no parkinson, e a pessoa com esta condição fica freneticamente virando a mão (pode acontecer também com o pé);
  • distonia do rosto: a pessoa com essa distonia acaba fazendo caretas involuntárias;
  • distonia da língua: a pessoa fica movimentando a língua.

Se uma pessoa tem distonia apenas quando realiza uma determinada atividade, ela sofre com a chamada distonia tarefa específica. Dentre elas, a mais comum é a cãibra do escrivão, que manifesta-se quando uma pessoa está escrevendo e durante o ato acaba tendo contraturas involuntárias (abrir a mão por exemplo). Essa distonia geralmente ocorre quando a pessoa tem o costume de escrever muito e de forma repetitiva.

Outro tipo de distonia tarefa específica popular é a cãibra do músico. Para estudar música e praticar um instrumento é necessário doar horas e horas do dia-a-dia, e realizar muitos movimentos repetitivos. Mas isso pode gerar a abertura e a contração involuntária dos músculos utilizados nessa prática.

O que é a Distonia Tarefa Específica

A Distonia Tarefa Específica é chamada dessa maneira pois ela só acontece na posição que é trabalhada repetitivamente. Se uma pessoa que possui distonia no braço trocar de posição, essa distonia cessa. Desse mesmo modo, se uma pessoa que tem a distonia do músico escrever, ela não terá a distonia do escrivão, e vice-versa.

Isso acontece porque a distonia não está no músculo e sim no cérebro, é a programação neurológica que controla esse movimento do braço (ou outro músculo afetado). A programação neural manda um sinal para a execução dos músculos, e quando ocorre um erro durante esta execução, a distonia acontece. Esta condição tem característica genética: em 25% dos casos onde uma pessoa tem distonia tarefa específica, existem casos de algum tipo dessa enfermidade na família. Esta condição é sempre relacionada com tarefas repetitivas.

O Tratamento da Distonia Tarefa Específica

As distonias tarefa específica são tratadas com remédios como triexifenidil artane, primidona, baclofen e toxina botulínica, associadas a mudanças de hábito.

    • Triexifenidil artane: esse medicamento também é utilizado no tratamento de outras doenças, e costumava ser usado para o tratamento de parkinson. Ele ajuda a diminuir a intensidade dos sintomas da distonia, mas ele não a cura.
    • Primidona e baclofen: Além do triexifenidil artane, também é possível associar primidona ou baclofen ao tratamento, mas esses medicamentos resultam em muita sonolência durante o dia.
    • Toxina botulínica: Um dos melhores tratamentos é a toxina botulínica. O botox (ou dysport) é guiado pela eletroneuromiografia, exame utilizado para mapear o paciente enquanto ele realiza a tarefa que faz a distonia acontecer (como escrever, no caso da cãibra do escrivão). Quando o músculo afetado pela distonia é descoberto, a aplicação de toxina botulínica faz com que a contração involuntária diminua.
    • Mudança de hábitos: Como mencionado anteriormente, mudar a posição do hábito repetitivo cessará a distonia.

Fatores que também impulsionam a distonia

Além dos sintomas e fatores anteriormente citados, há também os  componentes emocionais. Se a pessoa for ansiosa, as chances dos sintomas da distonia acontecerem são maiores, já que a ansiedade impulsiona um pensamento frenético e negativo. E quanto mais ela pensar sobre, mais a distonia ocorre.

Nesses casos, tratar os fatores adicionais é essencial, pois reduzindo esses sintomas a distonia pode ser diminuída consideravelmente. Quando o componente emocional é um fator, tratá-lo corretamente elimina um dos gatilhos da distonia e desacelera o agravamento da situação.

Se você desconfia que tem a Doença de Parkinson e quer saber como o histórico do paciente pode confirmar essa suspeita, clique aqui e ganhe GRÁTIS um E-book que vai te ajudar!

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5502053/

Distonia Tarefa Específica – Cãibra do Escrivão
4.88 97.69% 26
Compartilhe:

Deixe um Comentário