Neurologista - Dr. Willian Rezende

Diferença Entre as Doenças de Parkinson e Alzheimer


Quando um ente querido desenvolve alguma demência, os familiares podem se perguntar se foi a doença de Alzheimer ou a doença de Parkinson que causaram esse fator. E sim, é muito possível que um deles seja o causador. No entanto, também existe a possibilidade de outros fatores serem os causadores, já que existem mais de 100 tipos de demência.

Doença de Alzheimer vs Doença de Parkinson

Cerca de 60 a 80% dos casos de demência podem ser atribuídos à doença de Alzheimer. Apesar da condição ter um nível de incidência maior em pessoas com 65 anos ou mais, pessoas mais jovens também podem ser portadoras do que chamamos de “início precoce de Alzheimer”.

A doença de Alzheimer é uma doença progressiva, e seus pacientes podem sofrer sintomas leves no início de seu desenvolvimento. Mas à medida que a doença segue seu curso, há uma piora considerável.

Doença de Parkinson e Demência

Já a doença de Parkinson não resulta necessariamente em demência. Quando isso acontece, a condição é chamada de demência da doença de Parkinson, e acontece em cerca de 50 a 80% dos casos de Parkinson, embora algumas fontes indiquem que o número é de certa forma baixo.

Parte da confusão se deve ao fato de que a maioria das pessoas com doença de Parkinson vivencia pelo menos algum déficit cognitivo leve (no entanto, é pertinente citar que o comprometimento cognitivo leve não é equivalente à demência).

As doenças de Alzheimer e Parkinson são muito comuns, e esse fator é responsável por gerar uma confusão sobre a demência associada a qualquer uma das duas.

Além disso, é possível que alguém com Parkinson desenvolva a doença de Alzheimer. Também é possível ter mais de um tipo de demência.

Sintomas da Doença de Parkinson

Os sinais da doença de Parkinson geralmente incluem:

  • Rigidez muscular;
  • Tremor quando se está em repouso;
  • Lentidão de movimentos;
  • Falar em tons baixos;
  • Escrita dificultada;
  • Caminhada desequilibrada;
  • Problemas para engolir;
  • Rosto sem expressividade.

Na maioria dos casos, a causa do mal de Parkinson não é confirmada. Em algumas situações, ela pode ter relação com traumatismos cranianos, envenenamento, efeitos colaterais de medicamentos, entre outras coisas.

O Parkinson tende a começar mais cedo do que a doença de Alzheimer, mas é raro em pessoas com menos de 50 anos.

Os sintomas da demência da doença de Parkinson incluem:

  • Ansiedade;
  • Irritabilidade;
  • Paranóia;
  • Alucinações;
  • Delírios;
  • Sonolência diurna;
  • Dificuldade de encontrar as palavras certas para se expressar;
  • Capacidade reduzida de concentração;
  • Disfunção que provoca no cérebro problemas de alternar tarefas, planejar, realizar mais de uma tarefa ao mesmo tempo e iniciar novas atividades;
  • Problemas de memória, que geralmente são menos graves do que na doença de Alzheimer;
  • Dificuldade em aprender novos conteúdos.

Sintomas da Doença de Alzheimer

Os primeiros sinais de alerta da doença de Alzheimer incluem:

  • Problemas de memória que afetam profundamente a vida diária;
  • Tarefas que demoram além da conta;
  • Incapacidade se dirigir para um lugar familiar;
  • Esquecer como chegou aos lugares;
  • Usar as palavras erradas para descrever algo;
  • Acusar os outros de roubar coisas que você perdeu;
  • Problemas para manter a higiene.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/3316503

Compartilhe

Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição neurológica crônica e progressiva, resultante da degeneração das células responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos, entre outras funções. Seus sintomas costumam afetar o movimento, e o diagnóstico é feito com base no histórico do paciente, avaliação dos sintomas e alguns exames. O tratamento deve ser individualizado, e comumente exige uma abordagem interdisciplinar.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *