Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


Condições Anatômicas que Favorecem Apneia do Sono

Categorias: Apneia do Sono, Conteúdos




Condições Anatômicas que Favorecem Apneia do Sono

Publicado: 10/03/20 | Atualizado: março 10, 2020

Condições Anatômicas que Favorecem Apneia do Sono – A apneia do sono é o distúrbio do sono mais comum que se associa à hipertensão arterial e a outras condições cardiovasculares. A condição é mais comum e mais grave em homens acima de 55 anos.

Como a apneia do sono pode afetar gravemente a saúde do paciente, uma avaliação completa do paciente, assim como seu perfil de sono, durante a anamnese, pode ajudar na identificação da patologia, possibilitando o tratamento de um número maior de pacientes e a prevenção de complicações associadas.

Para saber mais sobre a doença, especialmente fatores de risco, continue lendo este artigo

Apneia do Sono – Saiba Mais

A apneia do sono é uma entidade caracterizada por obstrução repetitiva das vias aéreas superiores, resultando em hipóxia noturna e fragmentação do sono. É estimado que 2% a 4% da população de meia-idade tenha apneia do sono, sendo que homens sofrem mais com a ocorrência da patologia quando comparado às mulheres.

Normalmente, durante o sono, o ar entra e sai pelo nariz, garganta e pulmões em ritmo regular. Em uma pessoa com apneia do sono, o movimento do ar é reduzido ou interrompido periodicamente.

Existem dois tipos de apneia do sono, apneia obstrutiva do sono e apneia central do sono; algumas formas de apneia envolvem os dois tipos (uma apneia “mista”). Na apneia obstrutiva do sono, a respiração se torna anormal por causa do estreitamento ou fechamento da garganta. Na apneia central do sono, a respiração se torna anormal devido a uma alteração no controle e no ritmo da respiração.

A apneia do sono é uma condição séria que pode afetar a qualidade do sono, a capacidade de uma pessoa de realizar com segurança atividades diárias normais e a saúde a longo prazo. Aproximadamente 25% dos adultos estão em risco de desenvolver apneia do sono em algum grau. Homens são mais afetados que mulheres. Outros fatores de risco incluem idade média e mais avançada, excesso de peso ou obesidade e boca e garganta pequenas.

Fatores de Risco

Os fatores de risco da apneia do sono incluem obesidade, sexo, idade, menopausa, fatores familiares, anormalidades craniofaciais e consumo de álcool. A apneia do sono tem sido cada vez mais reconhecida como uma grande carga de saúde associada à hipertensão e ao aumento do risco de doenças cardiovasculares e morte.

Fatores Fisiopatológicos

Os fatores fisiopatológicos (fatores que provocam alterações anormais no organismo durante as doenças) estão envolvidos no desenvolvimento da Apneia do sono. Eles se dividem fatores estaticos e dinamicos. Os fatores estáticos incluem forças adesivas da superfície, postura do pescoço e da mandíbula, puxão traqueal e gravidade.

Qualquer característica anatômica que diminua o tamanho da faringe (por exemplo, retrognatia) aumenta a probabilidade de desenvolver a apneia do sono. As forças gravitacionais são sentidas quando inclinamos a cabeça para trás, para onde a retroposição da língua e do palato mole reduz o espaço faríngeo. Para a maioria dos pacientes, a apneia do sono piora na posição supina do sono.

Fatores Estáticos

Um fator estático importante é o diâmetro reduzido das vias aéreas faríngeas na vigília em pacientes com apneia do sono em comparação com pacientes não com a possuem. Na ausência de anormalidades craniofaciais, o palato mole, a língua, as almofadas de gordura parafaríngea e as paredes laterais da faringe ficam maiores em pacientes com apneia do sono.

Fatores Dinâmicos – Condições Anatômicas que Favorecem Apneia do Sono

Os fatores dinâmicos incluem resistência nas vias aéreas nasais e faríngeas, efeito Bernoulli e adesão dinâmica.

O efeito Bernoulli desempenha um importante papel dinâmico na fisiopatologia da apnéia do sono. De acordo com esse efeito, a velocidade do fluxo de ar aumenta no local de estenose nas vias aéreas. À medida que a velocidade das vias aéreas aumenta, a pressão na parede lateral diminui. Se a pressão de fechamento transmural for atingida, as vias aéreas entrarão em colapso.

O efeito Bernoulli é exagerado em áreas onde a via aérea é mais compatível. Cargas nas paredes da faringe aumentam a aderência e, portanto, aumentam a probabilidade de colapso.

Esse efeito ajuda a explicar parcialmente por que os pacientes obesos, particularmente aqueles com deposição de gordura no pescoço, têm maior probabilidade de apresentar apneia obstrutiva do sono. Além disso, a área transversal das vias aéreas em pacientes com apneia do sono é menor.

Essa diferença se deve ao volume do tecido mole, incluindo a língua, as paredes laterais da faringe, palato mole e almofadas de gordura parafaríngeas. Ou seja, a perda de peso diminui o risco de desenvolver a patologia e quanto mais peso acima do adequado maior será a probabilidade de desenvolvê-la

Os Fatores de Risco Gerais – Condições Anatômicas que Favorecem Apneia do Sono

Os fatores de risco para apneia do sono incluem o seguinte:

  • Obesidade;
  • Distribuição central de gordura;
  • Sexo masculino;
  • Idade;
  • Pós-menopausa;
  • Abuso de álcool;
  • Uso de substâncias ou medicamentos sedativos;
  • Fumar;
  • Ronco habitual com sonolência diurna;
  • Posição supina do sono;
  • Sono no estágio REM;

Outras condições associadas ao desenvolvimento da OSA são as seguintes:

Para saber mais sobre a apneia do sono e fatores de risco, marque uma consulta com seu neurologista de confiança!

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Apneia do Sono

A apneia do sono é uma condição caracterizada por pausas na respiração que duram alguns segundos, e que ocorrem diversas vezes durante o sono. Essa doença classifica-se como Apneia Obstrutiva do Sono ou Apneia Central do Sono. Suas causas e tratamentos podem variar, e o ronco é um importante sintoma. O diagnóstico é feito pela avaliação dos sintomas e do exame de Polissonografia.

Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 15/03/2020