Neurologista - Dr. Willian Rezende

Saiba Como Tratar Apneia do Sono sem CPAP


Para tratar apneia do sono sem CPAP, existem várias opções alternativas disponíveis para aqueles que querem evitar o uso de uma máscara, tanto quanto possível.

Se não quiser usar a máscara de CPAP, independente de quais sejam os seus motivos, continue a leitura para conhecer as outras abordagens terapêuticas que lhe podem ser recomendadas.

Tratar Apneia do Sono sem CPAP

A terapia com CPAP é um dos métodos de tratamento mais comuns para aqueles que têm apneia do sono, sendo a primeira recomendação dos médicos do sono.

O dispositivo conduz ar pressurizado através do nariz, ou pelo nariz e boca, até a garganta. Essa pressão impede que a garganta entre em colapso durante o sono para permitir a respiração normal.

Mas o CPAP pode não ser eficaz – ou apropriado – para todos os pacientes, sendo até mesmo uma terapia não bem tolerada por alguns deles. Quando a terapia com CPAP não for o tratamento correto, existem outras alternativas adequadas para tratar apneia do sono sem CPAP. Veja a seguir:

Alternativas para Tratar Apneia do Sono sem CPAP

Aparelhos Intraorais

A terapia com aparelhos intraorais é recomendada para pacientes com apneia do sono leve a moderada que não toleram o CPAP.

Os dispositivos evitam o colapso das vias aéreas, mantendo a língua na posição adequada ou fazendo a mandíbula deslizar para frente, para que os pacientes possam respirar melhor enquanto dormem.

Um dentista do sono pode adequar um aparelho oral para as características de cada paciente.

Abordagens Cirúrgicas

As opções de cirurgia para apneia do sono mais comuns reduzem ou eliminam o tecido extra na garganta que bloqueia as vias aéreas durante o sono. A intervenção pode ocorrer em uma das seguintes áreas: Palato mole e úvula; Amígdalas e adenoides; Língua ou Mandíbula superior e inferior.

Enquanto algumas cirurgias podem ser minimamente invasivas, outras podem ser mais complexas. Assim, a cirurgia não é a escolha certa para todos os pacientes. Algumas pessoas podem se beneficiar mais com a cirurgia do que outras.  

Abordagens Comportamentais

  • Perda de Peso – Em alguns casos, a perda de peso pode ajudar a melhorar ou eliminar os sintomas de apneia do sono, quando o paciente estiver acima do peso. As pessoas com sobrepeso geralmente têm pescoço grosso com tecido extra na garganta, o que pode bloquear as vias aéreas.
  • Terapia Posicional – Consiste numa estratégia comportamental para tratar a apneia do sono quando esta é causada pela posição durante o sono. Algumas pessoas têm apneia do sono principalmente quando dormem com a barriga para cima (posição “supina”). Sua respiração volta ao normal quando eles dormem de lado. Envolve o uso de um dispositivo especial em torno de sua cintura ou nas costas, para manter a pessoa dormindo na posição lateral.
  • Mudança de Hábitos – Há uma variedade de mudanças no estilo de vida que você pode adotar para ajudar a reduzir, tanto o ronco, quanto os sintomas de apneia do sono. Entre as mudanças comportamentais recomendadas, estão: deixar de fumar, reduzir o consumo de álcool, promover melhoras na qualidade da sua alimentação e praticar atividades físicas.
  • Terapia Cognitiva Comportamental – Pode parecer fora de contexto, mas quando uma pessoa apresenta dificuldade para permanecer com o plano de tratamento ou não consegue dormir bem, mesmo com o tratamento, um especialista em sono comportamental é capaz de ajudá-la a eliminar os pensamentos e comportamentos que podem estar impedindo-a de ter um sono reparador ou de seguir o seu tratamento.

Gostaria de saber se alguma dessas abordagens é indicada para o seu caso? Marque uma consulta e tire suas dúvidas.

Se quiser ser informado acerca de várias notícias do tema de Apneia do Sono, clique aqui e receba via Facebook!

Se quiser realizar um teste para te ajudar a saber se você pode ter um histórico de Apneia do Sono, clique aqui!

Avalie essa notícia
Compartilhe:

Deixe um Comentário