Neurologista - Dr. Willian Rezende

Ronco é doença?


O ronco é o som produzido pela vibração dos tecidos moles das vias aéreas durante a passagem forçada do ar durante o sono1,2. Nosso entendimento de suas causas e consequências é incompleto, além de faltar consistência na definição do ronco, métodos de avaliação e grau de queixa3.

Além disso, continua a ser controverso se o ronco simples sozinho está associado à sonolência diurna ou a desfechos adversos à saúde, incluindo doenças cardiovasculares e síndrome metabólica3.

Ronco é doença?

Estudos estimam que 25% da população em geral ronca frequentemente, sendo mais comum em homens (52% dos homens e 26% das mulheres roncam frequentemente), pessoas obesas e idosos. Isso influencia a vida da própria pessoa e daqueles que vivem na mesma casa. Muitas vezes o problema é tão sério que faz com que casais durmam em quartos separados2.

Evidências recentes sugerem que o ronco causa um espessamento das artérias carótidas ao longo do tempo e potencialmente aumenta o risco de acidentes vasculares encefálicos (AVEs)1. Porém, o ronco isoladamente não é considerado uma doença, mas pode ser sinal de algum distúrbio do sono.

Ele pode também ser indício de obstruções nas vias respiratórias e até estar relacionado a condições mais sérias como a apnéia obstrutiva do sono (AOS), caracterizada por uma parada repetitiva ou desaceleração da respiração e que pode ocorrer diversas vezes durante a noite2.

Um médico especialista pode identificar o local da obstrução e oferecer soluções que vão desde o uso de aparelhos noturnos até cirurgias.

Ronco é doença? – Possíveis causas do ronco1,2:

  • Diminuição do tônus muscular da língua e garganta: Quando muito relaxados, a língua e os músculos da garganta podem obstruir a passagem de ar
  • Aumento do tecido da garganta: Crianças com grandes amígdalas e adenóides roncam frequentemente. Pessoas com excesso de peso podem ter excesso de tecido mole no pescoço que pode levar ao estreitamento das vias aéreas. Cistos ou tumores são causas raras de estreitamento das vias aéreas.
  • Úvula ou palato comprido: O comprimento excessivo do palato e/ou úvula pode estreitar as vias aéreas, atuando como uma válvula de flutuação barulhenta durante a respiração.
  • Vias nasais obstruídas: Um nariz entupido ou bloqueado requer esforço durante a inspiração. Isso cria um vácuo na garganta fazendo com que ao inspirar os tecidos flexíveis da garganta se aproximam causando o ronco. Nesse caso o ronco só ocorre durante uma gripe, crise de sinusite ou caso exista um desvio de septo (uma deformidade da parede que separa uma narina da outra).

O ronco pode causar noites mal dormidas, sonolência e fadiga durante o dia, perturbando os padrões do sono e privando a pessoa que ronca e seu cônjuge de um descanso adequado. Pode ser um sinal de AOS, que pode levar a problemas sérios de saúde.

Pessoas que roncam com frequência devem procurar auxílio médico para se certificar se existe apnéia do sono e procurar tratamento adequado para sua condição. O médico pode avaliar a causa do problema e sugerir o tratamento adequado.

Seu ronco vem lhe causando problemas de saúde? Marque uma consulta e deixe-nos ajudar.

Assista a este vídeo e saiba mais:

Referências:

1 – http://www.entnet.org/content/treatment-options-adults-snoring – Treatment Options for Adults with Snoring

2 – http://www.entnet.org/content/snoring-and-sleep-apnea – Snoring and Sleep Apnea
3 – Simple snoring: not quite so simple after all? Deary V, Ellis JG, Wilson JA, Coulter C, Barclay NL. Sleep Med Rev. 2014 Dec;18(6):453-62. doi: 10.1016/j.smrv.2014.04.006. Epub 2014 May 9.

Ronco é doença?
5 100% 8
Compartilhe:

Deixe um Comentário