Neurologista - Dr. Willian Rezende

Conheça a Relação Entre Sono e Demência


Demência é um termo geral que se refere a um conjunto de condições fisiopatológicas. A forma mais comum de demência é o Alzheimer. Outros exemplos de demência incluem demência vascular, demência com corpos de Lewy, doença de Parkinson, entre outros.

Os sintomas comuns da demência incluem perda progressiva de funções cognitivas, como memória, habilidades sociais e reações emocionais.

A Relação Entre Sono e Demência – Saiba Mais

Está se tornando cada vez mais evidente que o sono desempenha um papel importante na manutenção e prevenção de doenças, além de fazer o reparo e restauração da mente e do corpo. Os ciclos de sono podem ser interrompidos por doenças do sistema nervoso causando o sono desordenado.

A falta de sono tem sido associada a um aumento na mortalidade por todas as causas. Da mesma forma, os distúrbios do sono podem perturbar as vias neuronais e ter um impacto nas doenças neurológicas. Estudos de privação do sono em indivíduos normais demonstram que a falta de sono pode causar problemas de atenção e memória.

Além disso, distúrbios do sono não tratados, como apneia obstrutiva do sono, também podem levar ao comprometimento cognitivo e apresentar um fator de risco significativo para o desenvolvimento de demência.

Insônia Como um Alerta de Demência

Um estudo recente sugere uma ligação entre a privação do sono e o aumento do risco de Alzheimer. Os níveis de proteína beta-amiloide na corrente sanguínea aumentam durante os períodos de vigília e diminuem durante o sono. Esta proteína compõe algumas das placas cerebrais encontradas em pacientes de Alzheimer.

O sono problemático pode ser um indicador precoce de demência. Os pacientes de Alzheimer frequentemente vêem mudanças em seus padrões de sono desde cedo: o que antes era uma soneca diurna de 20 minutos, agora se estende por várias horas.

Diagnóstico de Distúrbios do Sono em Pacientes de Demência

Diagnosticar com precisão os distúrbios do sono em pacientes com demência pode ser bastante complicado, devido a uma abundância de causas secundárias, fatores externos e sintomas causais que são considerados comuns. As doenças a seguir possuem histórico de relação com demência:

  • Insônia;
  • Hipersonia;
  • Síndrome das Pernas Inquietas;
  • Parassonia.

Formas de Melhorar os Problemas

Além dos medicamentos e do tratamento, há algumas medidas que os pacientes com demência podem adotar para melhorar efetivamente os sintomas de distúrbios do sono.

Ter um Horário de Sono Consistente

Para manter padrões circadianos regulares, os pacientes com demência devem se esforçar para adormecer e acordar todos os dias na mesma hora.

Terapia ao Ar Livre e Foto-Luz

A exposição à luz solar natural ajuda os idosos a realinhar seu ritmo circadiano e reduzir os efeitos dos distúrbios do sono. Estudos também descobriram que a terapia de luz pode melhorar os padrões de sono de pessoas com doença de Alzheimer. Se os pacientes não puderem passar um tempo fora, podem usar lâmpadas especializadas equipadas com luzes brilhantes.

Ter uma Dieta Personalizada

Embora uma dieta balanceada e nutritiva seja essencial para qualquer pessoa, os idosos com distúrbios do sono podem complementar suas refeições com alimentos específicos que ajudam a dormir.

Atividade Física

Até mesmo a atividade física leve pode levar a níveis mais intensos e qualitativos de sono. Pacientes com problemas de sono relacionados à demência são encorajados a caminhar em quantidades moderadas durante o dia. O alongamento noturno também pode ser útil.

Um Espaço de Sono Saudável

Criar e manter um ambiente de sono saudável é crucial para atenuar os sintomas de problemas de sono relacionados à demência. A cama deve ser reservada para o sono, deve-se evitar outras atividades na cama, como comer ou assistir televisão. Além disso, os quartos devem permanecer escuros e silenciosos durante os períodos de sono.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26557104

Conheça a Relação Entre Sono e Demência
5 100% 2
Compartilhe:

Apneia do Sono

A apneia do sono é uma condição caracterizada por pausas na respiração que duram alguns segundos, e que ocorrem diversas vezes durante o sono. Essa doença classifica-se como Apneia Obstrutiva do Sono ou Apneia Central do Sono. Suas causas e tratamentos podem variar, e o ronco é um importante sintoma. O diagnóstico é feito pela avaliação dos sintomas e do exame de Polissonografia.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe um Comentário