Neurologista - Dr. Willian Rezende

Espasmos Noturnos – Mioclonia do Sono


O espasmos no sono são tremedeiras repentinas que acontecem durante o repouso. É importante ressaltar que esses espasmos são preocupantes e merecem atenção. O que está acontecendo é provavelmente uma condição benigna, conhecida como mioclonia do sono (ou mioclonia noturna).

Enquanto a mioclonia tende a se resolver espontaneamente em bebês ao longo do tempo, ela pode se desenvolver subitamente em adultos por várias razões.

Mioclonia do Sono – Saiba Mais

A mioclonia do sono é uma condição que envolve a ocorrência de um movimento súbito de contração, ou espasmos que afetam um músculo durante o sono. É involuntário, o que significa que não está sob controle consciente e não é feito de propósito.

A condição pode afetar músculos menores, ou até causar movimentos dos braços ou das pernas. Assemelha-se a uma contração repentina em uma criança ou bebê, o que pode levar à conclusões errôneas e precipitadas sobre a possibilidade de uma convulsão.

A mioclonia do sono ocorre durante os estágios iniciais do sono, especialmente no momento de transição entre estar acordado e estar dormindo – o ato de pegar do sono. A mioclonia pode ocorrer sem estímulos ou com estímulos externos, como ruído, movimento ou luz.

Mioclonia do Sono – Sintomas

A mioclonia noturna envolve movimentos repetitivos das pernas ao adormecer, ou mesmo durante um estado de extremo cansaço ou fraqueza causado pelo sono. Pode ocorrer várias vezes por minuto.

Além disso, a condição geralmente afeta ambos os lados igualmente e causa a contração dos dedos, punhos, cotovelos e até mesmo os pés de vez em quando. Pode ocorrer repetidamente, mas também durar longos períodos durante a noite.

Mioclonia do Sono – Causas

Cerca de 60 a 70% das pessoas vivenciam espasmos durante o sono. Elas experienciam a mioclonia do sono sem nem saber que isso acontece, pois muitas vezes as contrações musculares não causam lembranças, principalmente se não provoca o despertar do paciente.

Alguns cientistas acreditam que certos fatores como estresse, ansiedade, fadiga, cafeína e privação de sono podem aumentar a frequência ou a gravidade de contrações.

Atividades físicas intensas ou exercícios à noite também podem contribuir para o aumento de contrações noturnas.

Mioclonia do Sono – Por que Acontece?

Os pesquisadores não sabem ao certo porque os espasmos noturnos acontecem, mas existem algumas teorias.

Uma hipótese é que os espasmos noturnos são uma parte natural da transição do corpo do estado de alerta para o sono, e ocorrem quando os nervos “disparam” durante esse processo.

Outra alternativa mais evolucionária explica que os espasmos são um antigo reflexo de relaxamento dos músculos durante o início do sono – o cérebro essencialmente interpreta o relaxamento como um sinal de que a pessoa está adormecendo e caindo, e por isso faz com que os músculos reajam rapidamente.

Mioclonia do Sono – Tratamento

A mioclonia do sono não é considerada uma condição séria ou grave, e nem mesmo acredita-se que precisa de tratamento, a menos que esteja interferindo no sono e na qualidade de vida de uma pessoa.

Na maioria dos casos, o tratamento não é necessário se o sono for relativamente normal. Acredita-se que seja uma condição benigna, o que significa que não tem impactos a curto ou longo prazo na saúde ou no bem-estar do portador.

Fonte: https://www.ninds.nih.gov/Disorders/Patient-Caregiver-Education/Fact-Sheets/Myoclonus-Fact-Sheet

Compartilhe

Apneia do Sono

A apneia do sono é uma condição caracterizada por pausas na respiração que duram alguns segundos, e que ocorrem diversas vezes durante o sono. Essa doença classifica-se como Apneia Obstrutiva do Sono ou Apneia Central do Sono. Suas causas e tratamentos podem variar, e o ronco é um importante sintoma. O diagnóstico é feito pela avaliação dos sintomas e do exame de Polissonografia.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *