Neurologista - Dr. Willian Rezende

Ansiedade: Causas e Tratamentos Naturais


A ansiedade é definida como um mal-estar físico ou psíquico, causado por situações reais ou imaginárias que resultam em incômodos variados. Alguns sintomas comuns das crises de ansiedades são:

  • Medo;
  • Palpitações;
  • Sudorese;
  • Tremores;
  • Falta de ar;
  • Sensação de sufocamento;
  • Dor no peito;
  • Pontadas na barriga;
  • Náusea;
  • Sensações semelhantes a gastrite;
  • Formigamentos.

As crises consideradas anormais podem ter consequências severas e negativas em vários âmbitos da vida, como relações sociais, impactos físicos, entre outros. Além dos sintomas físicos citados acimas, existem também os sintomas psíquicos, como:

  • Fugir de situações que podem desencadear uma crise;
  • Apresentar falhas em aspectos cognitivos;
  • Ter dificuldade em prestar atenção;
  • Ter a memória falha;
  • Conviver com aflição e agonia;
  • Ficar emocionalmente abalado.

De Onde Vem a Ansiedade? – Possíveis Causas

A ansiedade pode variar de um leve sentimento de desconforto emocional, a ocorrências diárias de emoções incapacitantes. Existem muitas possíveis causas situacionais dessa doença. Compreender as conexões fisiológicas dessa doença emocional comum pode ser importante para prevenir ou reduzir a incidência das crises.

Existem muitas possíveis teorias da fonte da ansiedade no nosso corpo, como traumas de infâncias, dentre outros fatores que podem ser um gatilho das crises, por exemplo:

  • Problemas de saúde que causam ansiedade e medo no paciente;
  • Medicações que causam este sintoma como efeito colateral;
  • Cafeína;
  • Pular refeições;
  • Pensamentos negativos;
  • Eventos sociais lotados, ou que causam incômodos;
  • Conflitos na vida pessoal ou no local de trabalho;
  • Estresse;
  • Gatilhos pessoais e singulares.

As teorias sobre a origem da ansiedade foram por muito tempo relacionadas a questões psicológicas e ambientais, como crescer em um ambiente hostil. Mas o que realmente é um fator significativo para o aparecimento desse sintoma, é a falta do hormônio dopamina.

Além disso, na grande maioria dos casos, a ansiedade é genética, provavelmente algum parente também a possui. Ademais, esta é uma doença biológica que provavelmente não será curada, e sim tratada.

A ansiedade costuma atingir seu pico entre a adolescência e a fase adulta, normalmente dos 20 anos de idade em diante. Geralmente, aos 30 a doença atinge um nível de estabilidade, e diminui gradativamente com a idade.

Isso acontece pois quando seres humanos envelhecem e amadurecem com essa condição, eles criam mecanismos de procedimento para lidar com situações de crise.

De Onde Vem a Ansiedade? – Tratamentos Naturais

A acupuntura, uma prática antiga que envolve a inserção de agulhas em pontos de pressão no corpo, está se tornando um tratamento alternativo popular para a ansiedade. Há algumas evidências científicas de que a acupuntura ajuda com certos sintomas dessa condição.

No entanto, os pesquisadores ainda estão tentando determinar o efeito da acupuntura em tipos específicos de ansiedade, como ataques de pânico, transtorno de estresse pós-traumático e transtorno obsessivo-compulsivo.

Esta prática baseia-se no conceito de que as condições médicas e os distúrbios mentais são causados por um desequilíbrio na energia. O uso da acupuntura para tratar tais transtornos continua aumentando, tornando-o mais prontamente disponível.

Uma boa dose de acupuntura atua por até dois dias no controle da ansiedade. Atividades físicas, quando realizadas, regularmente produzem endorfina, o que ajuda controlar esse sintoma. Além desses, outras alternativas são massagens e a prática de hobbies que possam auxiliar a pessoa a reposicionar seu foco, ajudando assim no controle de ansiedade.

Fonte: https://www.healthline.com/health/anxiety

Avalie essa notícia
Compartilhe:

Deixe um Comentário