Neurologista - Dr. Willian Rezende

Medicamentos que Causam Tremor


O uso de medicamentos que causam tremor é um assunto muito abordado no dia a dia do neurologista, pois as pessoas buscam este especialista para investigar seus temores e outros tipos de problemas neurológicos.

Os tremores na verdade são comuns: existem vários medicamentos que causam tremor, e até mesmo outros elementos que não são considerados medicamentos. Estes itens são extremamente usados no dia a dia, e são mais comuns do que as pessoas imaginam.

Ficou interessado? Continue lendo este artigo para descobrir mais sobre o assunto!

Medicamentos que Causam Tremor – Saiba Mais

Tremor é uma queixa comum de muitos pacientes. Poucos sabem, mas a cafeína e os agonistas β-adrenérgicos são drogas reconhecidas que causam ou aumentam os tremores. Além desses, existem outros fármacos termogênicos, como inibidores seletivos de recaptação de serotonina e antidepressivos tricíclicos, que também causam esse efeito mas são menos reconhecidos.

O reconhecimento das drogas que podem causar ou exacerbar os tremores pode ajudar a desenvolver positivamente o processo de diagnóstico do paciente, evitando assim testes desnecessários e permitindo que os médicos tomem medidas corretivas de forma imediata.

Alguns Medicamentos que Causam Tremor

Algumas das drogas e substâncias que podem causar tremor incluem:

  • Medicamentos para o câncer, como a talidomida e citarabina;
  • Medicamentos para convulsões, como ácido valpróico (Depakote®) e valproato de sódio (Depakene®);
  • Medicamentos para asma, como a teofilina e albuterol;
  • Medicamentos supressores da imunidade, como a ciclosporina e o tacrolimus;
  • Estabilizadores de humor, como carbonato de lítio;
  • Estimulantes como cafeína e anfetaminas;
  • Fármacos antidepressivos, como os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRSs) e os tricíclicos;
  • Medicamentos para o coração, como amiodarona, procainamida e outros;
  • Certos antibióticos;
  • Certos antivirais, como o aciclovir e a vidarabina;
  • Álcool;
  • Nicotina;
  • Certos medicamentos para pressão alta;
  • Epinefrina e norepinefrina;
  • Remédio para perda de peso (tiratricol);
  • Demasiado medicamento para a tireoide (levotiroxina);
  • Tetrabenazina, um medicamento para tratar o distúrbio excessivo do movimento.

Medicamentos que Causam Tremor – Sintomas

Todos nós conhecemos o sintoma do tremor em seu modo básico. No entanto, existem especificações que podem ser um fator importante para um possível diagnóstico.

O tremor pode afetar as mãos, braços, cabeça ou pálpebras. Em casos raros, a parte inferior do corpo é afetada. O tremor pode não afetar os dois lados do corpo igualmente.

A agitação é geralmente rápida, cerca de 4 a 12 movimentos por segundo. O tremor pode ser:

  • Episódico (ocorrendo em rajadas, por vezes cerca de uma hora depois de tomar o medicamento);
  • Intermitente (vem e vai);
  • Esporádico (acontece de vez em quando).

O tremor pode:

  • Ocorrer com movimento ou em repouso;
  • Desaparecer durante o sono;
  • Piorar com movimentos voluntários e estresse emocional.

Outros sintomas podem incluir:

Medicamentos que Causam Tremor – Tratamento

O tremor que é induzido pelo uso de drogas ou outros elementos geralmente cessa quando o paciente para de tomar o medicamento que está causando o tremor.

Você pode não precisar de tratamento ou alterações no medicamento se o tremor for leve e não interferir em sua atividade diária.

Medicamentos que Causam Tremor – Prevenção

Diga sempre ao seu médico sobre os medicamentos que toma. Pergunte a ele se não há problema em tomar medicamentos que contenham estimulantes ou teofilina (medicamento usado para tratar a respiração ofegante e a falta de ar).

A cafeína pode causar tremor e piorar o tremor causado por outros medicamentos. Se você tiver tremores, evite bebidas com cafeína, como café, chá e refrigerante. Também evite outros estimulantes.

Fonte: https://www.thelancet.com/journals/laneur/article/PIIS1474-4422(05)70250-7/fulltext

Compartilhe

Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição neurológica crônica e progressiva, resultante da degeneração das células responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos, entre outras funções. Seus sintomas costumam afetar o movimento, e o diagnóstico é feito com base no histórico do paciente, avaliação dos sintomas e alguns exames. O tratamento deve ser individualizado, e comumente exige uma abordagem interdisciplinar.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *