Neurologista - Dr. Willian Rezende

Dor de Dente Não-Odontogênica: Saiba Mais!


Um dos aspectos mais desafiadores e recompensadores na prática medicinal é o diagnóstico e tratamento da dor. A dor de dente é um sintoma muito comum, mas que pode ter diferentes causas.

Por isso, é essencial que o clínico que está controlando a dor orofacial tenha uma compreensão completa de sua apresentação clínica. Uma vez estabelecido o diagnóstico adequado, o tratamento bem sucedido para a dor de origem dentária é geralmente bastante previsível.

Um componente essencial do processo de diagnóstico é o histórico de dor do paciente e a descrição ou reação a testes diagnósticos. Se a dor fosse puramente um fenômeno sensorial, o diagnóstico seria bastante simples.

No entanto, a dor tem componentes sensoriais e emocionais. Essa natureza complexa da dor pode dificultar que os pacientes descrevam adequadamente os componentes essenciais para o diagnóstico, como intensidade, localização e duração.

Os procedimentos diagnósticos podem, portanto, limitar-se a identificar um dente suspeito em vez de uma fonte não-odontogênica de dor.

Dor de Dente Não-Odontogênica – Dificuldade do Diagnóstico

Um diagnóstico incorreto levará a tratamentos desnecessários para o paciente e também pode exacerbar os sintomas para os quais o paciente procurou tratamento. Para tratar a dor de dente de forma eficaz, o clínico deve primeiro determinar se a dor é verdadeiramente odontogênica na origem. Se não for, o clínico enfrenta o desafio de determinar a verdadeira origem da dor.

A dor de dente não-odontogênica é uma condição dolorosa que ocorre na ausência de uma causa clinicamente evidente para a dor nos dentes ou nos tecidos periodontais. Há uma série de possíveis causas de dor de dente não-odontogênica e elas devem ser tratadas.

Esta condição pode ser categorizada em diferentes grupos, de acordo com os distúrbios primários. São eles:

Dor Miofascial Relacionada aos Dentes

Os músculos da mastigação ou temporais, quando inflamados, causam dores de dente. No entanto, na dor miofascial o dente em si não tem relação com a dor.

Dor de Dente Neuropática

Os dentes possuem sensibilidade devido a elevação que chega até eles. Na dor neuropática, esse processo está relacionado aos nervos que transmitem as sensações ao cérebro, muitas vezes o dente não está causando a dor, mas sim o nervo que inverna aquela dente.

Dor de Dente Idiopática

Essa categoria está relacionada a algo que pode estar irritando a região, ou alguns casos em que os pacientes trincam os dentes dormindo. Esses fatores resultam na região ficando dolorida.

Dor de Dente Neurovascular

Há casos em que o dente está sendo mal vascularizado, ou seja, o sangue não está passando de maneira efetiva e completa nesta área. A dor pode estar relacionada a isso.

Dor Sinusal Referida aos Dentes

Por incrível que pareça, a sinusite (inflamação da mucosa dos seios da face) também pode ser a causadora da dor de dente. Isso acontece pois os maxilares e os seios da face estão em íntimo contato com os dentes, e há casos em que a sinusite é muito profunda, podendo irritar o assoalho do osso e irritar as raízes do dente também.

Dor Cardíaca Referida aos Dentes

É uma causa mais rara de dor de dente não-odontogênica. Geralmente ocorre na arcada dentária inferior.

Dor de Dente Psicogênica (ou Dor de Dente de Origem Psicossocial)

Também é uma condição rara, e diz respeito a casos em que as condições mentais são “transportadas” para o dente, de forma psicológica.

Fonte: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/joor.12208

Dor de Dente Não-Odontogênica: Saiba Mais!
5 100% 11
Compartilhe:


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe um Comentário