Neurologista - Dr. Willian Rezende

Dor de Cabeça Sexual (Cefaleia Orgástica)


As dores de cabeça sexuais são causadas pela atividade sexual. Estas dores podem ter uma causa subjacente mais séria, ou ter relação com uma desordem de “cefaleia primária” que não tem uma causa secundária.

Dor de Cabeça Orgástica e Pré-Orgástica

A cefaleia primária associada à atividade sexual é comumente descrita como bilateral (em ambos os lados da cabeça) e está frequentemente localizada na parte posterior da cabeça. Esta dor geralmente dura de 1 minuto a 24 horas com dor intensa, e até 72 horas com dor leve. Pode ter características semelhantes à enxaqueca.

Esta condição pode ocorrer em qualquer idade sexualmente ativa e é mais comum em homens do que em mulheres. Anteriormente, a cefaleia primária com atividade sexual era subclassificada em:

  • Cefaleia pré-orgástica (classicamente descrita como uma dor de pressão incômoda, que aparece durante a atividade sexual e aumenta com a excitação sexual crescente);
  • Cefaleia orgástica (classicamente descrita como uma cefaleia explosiva súbita, seguida por uma intensa dor de cabeça latejante que ocorre imediatamente, antes ou no momento do orgasmo).

Sintomas da Dor de Cabeça Sexual

A cefaleia geralmente é o único indício de uma dor de cabeça sexual primária. Ter outros sintomas além da dor de cabeça sugere uma causa potencialmente mais séria.

Causas da Dor de Cabeça Sexual

Cefaleias sexuais tendem a ocorrer mais comumente em homens, pessoas de meia-idade e em indivíduos com histórico de outras dores de cabeça, como enxaquecas, dor de cabeça por esforço ou cefaleia tensional.

Dor de Cabeça Sexual Primária

As dores de cabeça sexuais primárias não têm outra causa subjacente. A razão pela qual tais dores ocorrem não é conhecida, mas alguns pesquisadores acreditam que sua causa relaciona-se à contração excessiva dos músculos do pescoço e da mandíbula durante a atividade sexual. Outros acreditam que as principais dores de cabeça sexuais podem ocorrer devido a mudanças no fluxo sanguíneo para o cérebro que ocorrem durante a atividade sexual.

Sangramento no Cérebro

Às vezes, as dores de cabeça sexuais podem ser um sinal de algo mais sério, como sangramento no cérebro (hemorragia subaracnóidea). Isso geralmente ocorre quando uma protuberância em um vaso sanguíneo no cérebro se rompe durante a atividade sexual.

Estreitamento dos Vasos Sanguíneos no Cérebro

Algumas dores de cabeça sexuais podem ser causadas por um grupo de condições que envolvem o estreitamento reversível e recorrente dos vasos sanguíneos no cérebro, e causam episódios recorrentes de dores de cabeça súbitas e graves, que podem ocorrer durante a atividade sexual.

Coágulo em um Vaso Sanguíneo Cerebral

Algumas dores de cabeça sexuais podem ser causadas por um coágulo de sangue em um vaso sanguíneo no cérebro. Isso pode causar uma dor de cabeça que geralmente começa gradualmente, mas pode piorar com esforço e se manifestar durante a atividade sexual.

Rasgo na Parede de um Vaso Sanguíneo no Cérebro ou Pescoço

Algumas dores de cabeça sexuais podem ser causadas por um rasgo em parte da parede de um vaso sanguíneo no cérebro ou no pescoço. Isso é chamado de “dissecação” e pode fazer com que o sangue se acumule na parede do vaso sanguíneo, bloqueando o fluxo sanguíneo para o cérebro.

Tratamento

Estudos mostraram que até 40% de todos os casos de cefaleia primária associada à atividade sexual têm um curso crônico há mais de um ano.

Tratamentos incluem indometacina, triptanos e propranolol. É fundamental realizar exames para se certificar que não existem outros causadores mais graves.

Fonte: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0333102410364675

Compartilhe

Dor de Cabeça

A Cefaleia, conhecida popularmente como dor de cabeça, pode ocorrer de modo isolado, quando apresenta um complexo sintomático agudo (como a enxaqueca), ou provida de doenças em desenvolvimento (como infecções). O diagnóstico é baseado na compreensão da fisiopatologia dessas dores de cabeça, na obtenção de um histórico clínico e na realização de um exame físico e neurológico criterioso, para formular um diagnóstico diferencial.

Ligue agora e agende sua consulta:

(11) 3522-9515




Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *