Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo


Bioimpedância – O Que é e Como Funciona

Categorias: Conteúdos, Neurologia Geral




Bioimpedância – O Que é e Como Funciona

Publicado: 17/03/20 | Atualizado: março 17, 2020

Bioimpedância – O Que é e Como Funciona – A bioimpedância é uma ramificação dos estudos sobre a composição do corpo, ou seja, a quantidade de água, massa magra e gordura. A bioimpedância é realizada por meio de um estudo da resistência elétrica através de pontos.

Para saber mais sobre a bioimpedância e como ela pode auxiliar o estudo do corpo humano, continue lendo este artigo.

Bioimpedância

A análise de bioimpedância é uma abordagem amplamente aplicada na medição da composição corporal e nos sistemas de avaliação em saúde. Os fundamentos essenciais da medição de bioimpedância no corpo humano e uma variedade de métodos são usados ​​para interpretar as informações obtidas.

Além disso, existe um amplo espectro de utilização da bioimpedância em unidades de saúde, como prognóstico da doença e monitoramento do status vital do corpo. Assim, com uma utilização tão ampla, sentimos que isso merece uma revisão dos aspectos mais fundamentais e aplicações de cuidados de saúde da análise de bioimpedância.

A análise de bioimpedância é uma abordagem não invasiva, de baixo custo e majoritariamente utilizada para medições da composição corporal e avaliação da condição clínica. Existem vários métodos aplicados para interpretação dos dados de bioimpedância medidos e uma ampla gama de utilizações de bioimpedância na estimativa da composição corporal e avaliação do estado clínico.

Como o Teste Ocorre

A impedância é medida aplicando uma pequena corrente elétrica, por exemplo, de 2 eletrodos e captando a pequena tensão resultante com outro par de eletrodos: Quanto menor a tensão, menor a impedância do tecido para uma determinada corrente.

O tecido consiste em células e membranas, e as membranas são finas, mas têm alta resistividade e se comportam eletricamente como pequenos capacitores. Ao usar altas frequências de medição, a corrente passa por esses capacitores e o resultado depende de tecidos e líquidos, tanto dentro como fora das células. Em baixas frequências, no entanto, as membranas impedem o fluxo de corrente e os resultados dependem apenas de líquidos fora das células.

As aplicações de bioimpedância incluem, por exemplo:

  • Teor de água na pele – Bioimpedância;
  • Impedância de imagem (tomografia);
  • Composição corporal (treinamento, nutrição);
  • Cardiografia de impedância (ICG);
  • Monitoramento do débito cardíaco;
  • Monitoramento de ablação;
  • Volume de sangue;
  • Avaliação da qualidade da carne;
  • Monitoramento de tecidos isquêmicos;
  • Transdutor de cateter de CO2;
  • Microscópio de movimento de célula única;
  • Contagem e caracterização de célula única;
  • Sensores de impressão digital.

O que a Bioimpedância Estuda

Foi descoberto por pesquisadores que ao passarmos por uma corrente elétrica no corpo existe um índice de resistência que é dado pelo quantidade de água ou de gordura que a pessoa tem. Dependendo dos dados resultantes é possível realizar uma série de cálculos pela maior acurácia de onde está essa gordura e de onde está essa quantidade de água.

É possível conseguir calcular a taxa metabólica basal do paciente, e vários estudos já realizados sobre esse tema ao comparar índices de atividade metabólica e outras mensurações da composição corporal através de tomografia mostraram que a bioimpedância é verdadeiramente útil e acurada, ou seja, é sensível e específica.

Isso significa afirmar que a porcentagem de apuração e precisão da análise da composição corporal e da pessoa e da taxa de metabolismo basal do indivíduo é alta, comprovando a importância e relevância dele.

O que Pode Atrapalhar a Precisão do Teste

Poucos fatores são capazes de entregar resultados alterados, no entanto esses fatores existem. A desidratação e a falta de alimento é um deles, se uma pessoa perder muito líquido, ela pode ter o estudo dela falseado, a quantidade de líquido pode aparecer alterada no resultado.

Caso a pessoa possua metais longos no corpo, como órteses e próteses, também pode causar alterações no estudo da bioimpedância.

Tirando esses dois fatores a bioimpedância é um estudo extremamente válido simples, indolor, prático e preciso e ajuda muito o médico. Caso deseje saber mais sobre ou até mesmo realizar, converse com seu médico de confiança!

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 20/07/2020