Neurologista - Dr. Willian Rezende

A Lentidão na Velhice é Normal?


A maior parte da população idosa fica um pouco mais lenta com o passar dos anos, essa lentidão é esperada e aceita socialmente. Entretanto, existem níveis de lentidão na velhice adequados e comuns, e existem níveis alarmantes e perigosos.

Uma pessoa apresentar a lentidão na velhice muito acentuada e significativa não deve ser considerado normal. Deve-se prestar atenção no comportamento dos idosos, e quebrar os padrões de pensamento do senso-comum de que as pessoas mais velhas não conseguem performar alguma atividade que exija mais rapidez ou um esforço físico maior.

A Lentidão na Velhice é Normal? – O Estudo

Foi realizado um estudo que analisou a rapidez de performances de atividades físicas em cada fase da vida, para que se pudesse diagnosticar a normalidade ou a falta dela na lentidão na velhice. Esse estudo levou como base a população em histórico natural, no processo de evolução da velocidade dos passos, da velocidade da marcha.

E a partir desse estudo foi concluído o que é uma caminhada normal, e qual a diferença da caminhada após a pessoa ter alcançado seu estado de cansaço e fadiga da caminhada acelerada.

A análise resultou em um gráfico (mostrado no vídeo), que demonstra que a caminhada em velocidade normal (não acelerada, e aproximadamente 5 km/h), não fica mais lenta com a idade, a linha é quase absolutamente reta.

Entretanto, a caminhada que continua após a pessoa ter atingido seu nível de exaustão e fadiga diminui consideravelmente a velocidade com a chegada da terceira idade. Isso indica que a caminhada que mais muda com o passar dos anos é a “marcha acelerada”.

A Lentidão na Velhice – Como Analisar

Para saber se a lentidão apresentada por parentes ou conhecidos mais velhos é normal, basta compará-los a outras pessoas mais velhas que você conhece, e reparar na equivalência. Se a diferença for muito significativa, é a hora de buscar atendimento médico, pois essa lentidão acentuada pode estar ligada a outras doenças, como Parkinson por exemplo.

As Causas da Lentidão Acentuada

  • Doença de Parkinson; A doença de Parkinson, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, não é caracterizada pelos sintomas, e sim pela lentidão dos movimentos.
  • Artrose;
  • Polineuropatias;
  • Sedentarismo;
  • Lesão de nervos: causada pela diabete;
  • Queda de vitaminas;
  • Alzheimer: O Alzheimer também causa lentidão nos pacientes, mas de maneira diferente da doença de Parkinson. Esta condição afeta menos os movimentos e mais a maneira de pensar do paciente.
  • Depressão: O paciente com depressão também fica mais lento, por conta do desânimo que experimenta antes de alcançar o sucesso no tratamento.
  • Até mesmo doenças cardíacas ou respiratórias.

Todos esses fatores podem ser tratados e melhorados. Entretanto, cada caso é diferente, pois o diagnóstico do paciente pode variar de acordo com a causa da lentidão. Por exemplo, se a causa da lentidão for a Doença de Parkinson, o tratamento será muito diferente se comparado com o tratamento de uma lentidão relacionada à queda de vitaminas. Se você possui suspeitas que a sua lentidão ou a de um conhecido está acentuada de maneira anormal, procure atendimento médico.

Se quiser receber informações sobre Parkinson no seu chat do Facebook, clique aqui.

Se quiser receber um E-book Gratuito sobre o Parkinson, clique aqui.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2956533/

A Lentidão na Velhice é Normal?
5 100% 11
Compartilhe:

Deixe um Comentário