Neurologista - Dr. Willian Rezende

Dores de cabeça durante a atividade sexual


Cerca de 1% dos adultos relatam que sofrem com dores de cabeça associadas com a atividade sexual e que tais dores de cabeça podem ser graves. Mas a incidência real é maior, de acordo com um trabalho da  Loyola University Medical Center.

De acordo com os pesquisadores, muitas pessoas que sofrem com dores de cabeça durante a atividade sexual têm vergonha de dizer isso aos seus médicos.

E os médicos muitas vezes não perguntam.  Comediantes têm longas piadas sobre cônjuges evitarem o sexo, alegando ter uma dor de cabeça. Mas as dores de cabeça sexuais não são um motivo de riso.

Dores de cabeça associadas com a atividade sexual podem ser extremamente dolorosas e assustadoras. Elas também podem ser muito frustrantes, tanto para o indivíduo que sofre com a dor de cabeça, quanto para o parceiro.

Dores de cabeça, em geral, geralmente são causadas por distúrbios, tais como enxaqueca ou dor de cabeça tensional. Mas as dores de cabeça também podem ser secundárias a outras condições. E algumas destas condições podem ser fatais.

A grande maioria das dores de cabeça associadas com a atividade sexual são benignas. Mas numa pequena porcentagem dos casos, essas dores de cabeça podem ser devido a uma condição subjacente grave, como uma hemorragia, aneurisma cerebral, acidente vascular cerebral, dissecção da artéria cervical ou hematoma subdural. Existem três principais tipos de dores de cabeça sexuais:

  • A dor surda na cabeça e no pescoço que começa antes do orgasmo e piora com o aumento da excitação sexual. É semelhante a uma dor de cabeça de tensão;
  • Uma dor de cabeça intensamente dolorosa que começa durante o orgasmo e pode durar horas. Chama-se dor de cabeça em trovoada;
  • Uma dor de cabeça que ocorre após a relação sexual e pode variar de leve a extremamente dolorosa. A dor de cabeça fica pior quando o paciente está de pé e diminui quando a pessoa se abaixa. Esta dor de cabeça é causada por uma fuga interna de fluido espinal, que se estende para baixo a partir do crânio para a coluna vertebral. Quando há um vazamento no fluido, o cérebro cede para baixo quando o paciente está de pé, causando dor.

“Dependendo do tipo de dor de cabeça, certos medicamentos podem ajudar a aliviar a dor ou até mesmo impedir a dor de cabeça. Os indivíduos podem reduzir seu risco de dores de cabeça sexuais através dos exercícios físicos, evitando o consumo excessivo de álcool, mantendo um peso saudável e o acompanhamento neurológico em dia e fundamentalmente poder afastar causas de maior gravidade e risco de vida”, afirma o  neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

Dores de cabeça durante a atividade sexual
4.77 95.38% 26
Compartilhe:

Deixe um Comentário