Responsive image

Pioglitazona reduz risco de demência

Neurologista - Dr. Willian Rezende do Carmo

Categorias: Conteúdos, Neurologia Geral

Publicado: 1 de maio de 2016 | Atualizado: 18 de fevereiro de 2019

Os doentes com diabetes tipo 2 têm um metabolismo disfuncional do açúcar porque a insulina, hormônio essencial, não funciona de forma eficaz. O diabetes tipo 2 ocorre mais comumente na idade adulta tardia. Já é sabido que a doença pode afetar a saúde mental do paciente: pessoas com diabetes têm um risco maior de desenvolver demência do que os não-diabéticos. No entanto, como é que os medicamentos antidiabéticos podem influenciar nesse risco? Um estudo debruçou-se sobre a questão e descobriu que este risco pode ser significativamente alterado pela pioglitazona. O tratamento com pioglitazona mostrou um benefício colateral notável. Ele foi capaz de diminuir significativamente o risco de demência.

“A redução do risco foi mais perceptível quando a droga foi administrada durante pelo menos dois anos. A metformina também reduziu o risco de desenvolver demência. No entanto, o efeito foi mais baixo do que a da pioglitazona”, afirma o neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

 

Compartilhe:


Compartilhar:


Agende sua Consulta!



Tags:, , , , , ,


Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.


Neurologista- Doenças Neurológicas e Sistema Nervoso - Neurologia Hoje
Pergunte ao Doutor!

Tire suas dúvidas atráves do nosso fórum!



Willian Rezende do Carmo, 2024 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 07/06/2024