Neurologista - Dr. Willian Rezende

Depressão é um fardo para familiares cuidadores de Alzheimer


Cuidar de  um doente com Alzheimer é especialmente pesado para cônjuges e familiares que no momento do diagnóstico de Alzheimer do seu ente querido sofrem de depressão, de acordo com um estudo recente.

Os pesquisadores analisaram o estresse psicológico do cuidador familiar durante um período de três anos após o diagnóstico da doença de Alzheimer. O estudo faz parte do projeto ALSOVA, envolvendo 236 pessoas diagnosticadas com a doença de Alzheimer e seus cuidadores familiares.

Os participantes do estudo foram voluntariamente recrutados em clínicas de distúrbio de memória de três hospitais centrais e universidades finlandesas. Os pacientes que participaram do estudo estavam no início da doença, diagnosticados com uma forma muito leve ou moderada da doença de Alzheimer.

Os resultados indicam que o mais pesado estresse psicológico foi experimentado por cuidadores familiares que, no momento do diagnóstico sofriam de sintomas depressivos.

“A ocorrência de sintomas depressivos, mesmo leves, previu uma carga psicológica sobre o cuidador familiar, independentemente de, por exemplo, a progressão da doença. O estudo também descobriu que o estresse psicológico do cuidador do cônjuge foi maior já no início do estudo do que a de outros cuidadores familiares, e que o estresse psicológico do cuidador do cônjuge também aumentou durante o estudo. De acordo com os pesquisadores do estudo, os resultados sugerem que é sábio prestar atenção também para a saúde do cuidador familiar no momento do diagnóstico do Alzheimer”, defende o neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

Compartilhe

Emoções

Os transtornos emocionais caracterizam-se por disfunções comportamentais e cerebrais, que afetam a saúde psicológica e a qualidade de vida dos pacientes. Distúrbios como depressão, ansiedade, estresse, síndrome do pânico e fobia social estão inclusos nesta categoria. As causas, sintomas, e terapias variam de acordo com a condição. É essencial buscar ajuda especializada para diagnosticar e tratar adequadamente o problema.



Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada.
O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

15 respostas para “Depressão é um fardo para familiares cuidadores de Alzheimer”

  1. Helena Porto disse:

    Sim, cuido de.minha mãe e hoje, por exemplo, é um dia em que estou bem cansada…
    Não gosto de falar assim, por parecer que estou cansada dela, mas, vcs que lidam com isso devem saber o que quero dizer.
    Obrigada pela força.
    Helena.

  2. Arlindo Sabino disse:

    Só quem passa por uma situação deste tipo consegue perceber a angústia que se sente aliada a um sentimento de impotência que nos deixa completamente de rastos pois, ter o familiar ao lado sem o “ter” na realidade, tentar interpretar os gemidos que passam a ter um significado diferente de acordo com a intensidade ou a suavidade com que são emitidos, a forma como nos olha, a sua postura física e todo um sem número de expressões a que nos vamos habituando dia após dia e que passam a significar o afastamento cada vez maior, sem que consigamos fazer o que quer que seja para reverter a situação, fazem com que o simples olhar de uma foto ou a percepção dos primeiros acordes de uma música nos faça rolar pela face lágrimas de dor e angústia que não se conseguem explicar, apenas sentir. Estou a falar não da doença de Alzheimer propriamente dita mas de uma outra demência (DFT) acompanhada de Afasia Progressiva, numa fase já avançada, com a qual lido todos os dias.

  3. Leila Profis disse:

    Vou me inteirar. Estou por um fio!!

  4. Minha pesquisa de mestrado eh sobre fardo de cuidadores

  5. Ligiane Moreira Liliane Moreira Maria de Lourdes

  6. Vdds. ..a família deixa smp p um dos familiares …no caso eu…minha mãe tem Alzheimer. …tbm gostaria d poder ter ajuda …pq estou esgotada ….pq deixar c cuidadores não dá ….sem responsabilidades …cobram um absurdo e não cuidam direito.

    • Dr Willian Rezende disse:

      Caro internauta, cuidar de um familiar com Alzheimer não é fácil. Procure acompanhamento com um médico e psicólogo de sua confiança, se cuidar também é importante.

  7. Não é nada fácil, impossível não se deprimir, é muito triste, lidar com uma doença progressiva

    • Dr Willian Rezende disse:

      Caro internauta, cuidar de um familiar com Alzheimer não é fácil. Procure acompanhamento com um médico e psicólogo de sua confiança, se cuidar também é importante.

    • Eu sei bem o quão difícil é cuidar de alguém com Alzheimer minha mãe tem e o fato de uma só pessoa cuidar as vezes não é opção porque minha mãe escolheu meu irmão e não aceita mais ninguém o que devemos fazer é apoiar o filho/ filha cuidador. A questão do valor que os cuidadores cobra é alto mesmo mais não tem dinheiro que paguem porque é muito difícil para nos filhos imagina para pessoas estranhas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *