Neurologista - Dr. Willian Rezende

Tratamento - disturbios do sono idoso

Sábado, 14 de Dezembro de 2019

Atendimento no Consultório:

Disturbios do sono idoso: nossa consulta é diferenciada, tem a duração de uma hora. Pacientes, familiares e cuidadores contam com suporte em tempo integral, com acesso direto ao neurologista por meio do celular, whatsapp e e-mail. Nossos prontuários são virtuais e estão armazenados nas nuvens, o que permite que o médico os acesse em qualquer lugar, a qualquer momento; Disturbios do sono idoso - Bloqueio do Nervo Periférico

A principal manifestação de um problema crônico de sono é a sonolência diurna exagerada. As primeiras manifestações dos distúrbios do sono são as alterações do humor e as alterações de memória e capacidades mentais (cognitivas), como aprendizado, raciocínio e pensamento. Para alguns, basta uma noite mal dormida para que a pessoa esteja mal no dia seguinte, principalmente menos tolerante, irritadiça, e com dificuldades de memória, podendo surgir também dor de cabeça. Um sintoma muito característico de distúrbio de sono é o ronco. O ronco ainda hoje é interpretado popularmente como sinal de que o indivíduo dorme bem, mas é justamente o contrário.

Disturbios do sono idoso - Insônia e Pesadelos são Sinais de Alerta

A qualidade do sono .

possui um impacto direto em como nos sentimos no dia seguinte. Um sono ruim pode falhar em promover um descanso emocional durante períodos de estresse, interferindo em como regulamos nosso humor.
Por este motivo, os pesquisadores acreditam que os transtornos do sono podem reduzir o limiar de comportamentos suicidas em adultos jovens, de forma independente da gravidade da depressão. Dr Willian Rezende Procedimentos - Disturbios do sono idoso Aplicação da Toxina Botulínica para disturbios do sono idoso

No campo da Neurologia tratar disturbios do sono idoso, a aplicação da toxina botulínica tipo A tem indicações para tratar:

disturbios do sono idoso

  1. Sequelas de lesões encefálicas, visando o relaxamento muscular;
  2. Esclerose múltipla, visando tratar a tratar a rigidez e a espasticidade;
  3. disturbios do sono idoso, Mal de Parkinson, visando o auxílio da locomoção e a diminuição de tremores;
  4. Tiques nervosos, visando atenuar os espasmos musculares na região dos olhos ou da boca;
  5. Enxaqueca, visando tratar as enxaquecas crônicas, disturbios do sono idoso, nas quais o paciente tem pelo menos 15 dias de dor no mês, dos quais pelo menos 8 são com características de migrania;
  6. Dor neuropática, como dor pós-herpética, neuralgia do trigêmeo, polineuropatia (como a diabética);
  7. Hiperidrose, visando tratar a sudorese profusa axilar, palmar e plantar;
  8. Sialorreia, que é o excesso de saliva. Muito comum em pacientes com paralisia cerebral e na doença de Parkinson;
  9. Espasticidade causada por Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Cranioencefálico (TCE) e Traumatismo Raquimedular (TRM), em adultos, e, Paralisia Cerebral (PC) em crianças.
Clique aqui para mais informações.

Willian Rezende do Carmo, 2019 | Desenvolvido e Monitorado por IT9 - ABCtudo. Todos os direitos reservados. | Data da última modificação: 04/12/2019