Neurologista - Dr. Willian Rezende

Depois de um AVC, memória e raciocínio pioram


Depois de um acidente vascular cerebral, AVC, muitos dos que sobrevivem afirmam que seus cérebros não funcionam mais como antes. Uma nova pesquisa, publicada no JAMA, mostra que isso é verdade.

Os problemas com a memória e o raciocínio continuam piorando por muitos anos depois e se agravam mais rápido do que o envelhecimento normal do cérebro.

Os sobreviventes também apresentam uma taxa mais rápida de desenvolvimento de transtorno cognitivo, ao longo dos anos, após o acidente vascular cerebral. Os pesquisadores descobriram que o AVC está associado com o declínio cognitivo a longo prazo.

Ou seja, os sobreviventes tinham acelerados e persistentes declínios na memória e na capacidade de pensar durante os anos após o AVC, mesmo após a contabilização de suas alterações cognitivas antes e após o início do evento. Precisamos ficar atentos a estes aspectos.

“Os resultados sugerem a necessidade de melhores cuidados de acompanhamento para os milhões de sobreviventes de AVC, incluindo terapia para manter ou até mesmo recuperar a capacidade cognitiva, além do acompanhamento neurológico estreito”, afirma o neurologista, Willian Rezende do Carmo, CRM-SP 160.140.

 

Depois de um AVC, memória e raciocínio pioram
1.5 30% 2
Compartilhe:

Deixe um Comentário